26.9 C
Brasil
quinta-feira, 20 janeiro 2022
HomeCriptomoedasCriptomoedas mais negociadas em dezembro: quais são?

Criptomoedas mais negociadas em dezembro: quais são?

Nesta segunda-feira (13), o mercado de criptomoedas está enfrentando um novo reajuste e tem quedas que superam a faixa de 5%. Apesar disso, o Bitcoin se mantém bastante estável custando por volt ade R$ 274 mil com queda de 0,55%. Já em relação ao Ether, enfrenta uma queda de 0,58% sendo cotado a uma faixa de R$ 22 mil.

O mercado vem passando por um novo reajuste nesta semana devido ao tombo que enfrentou no dia 04 de dezembro quando os Estados Unidos voltaram a abordar sobre a possibilidade de tributação visto que o ativo é uma das alternativas utilizadas por sonegadores que desejam ocultar uma parte da renda.

Quais as criptomoedas mais negociadas?

1. Bitcoin (BTC)
É a principal criptomoeda negociada no MB e no mundo. Ter bitcoin na sua carteira reduz o seu risco, uma vez que este ativo dita a direção que o mercado cripto seguirá.
Volume de negociação da semana: R$ 414 milhões.

2. Ethereum (ETH)
A rede do ativo serve de base para a criação de diversos contratos inteligentes, tornando o protocolo um dos mais importantes do mundo.
Volume de negociação da semana: R$ 284 milhões.
3. Decentraland (MANA)
O token é utilizado como moeda de troca em um mundo virtual baseado em blockchain. Com ele é possível criar e monetizar conteúdos e aplicações.
Volume de negociação da semana: R$ 63 milhões.
4. Ripple (XRP)
É a moeda executada na plataforma de pagamento digital RippleNet, um sistema que disponibiliza transações monetárias globais instantâneas.
Volume de negociação da semana: R$ 50 milhões.
5. Chiliz (CHZ)
A principal moeda digital para esportes, utilizada pela Socios.com para negociar os FanTokens disponíveis na plataforma.
Volume de negociação da semana: R$ 48 milhões.
Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui