21.3 C
Brasil
sábado, 22 janeiro 2022
HomeDireitos e Deveres do TrabalhadorIPTU e IPVA: é melhor pagar à vista ou parcelar os impostos?...

IPTU e IPVA: é melhor pagar à vista ou parcelar os impostos? Veja análise

No começo de janeiro de 2022, muitos brasileiros já estão enfrentando uma dor de cabeça: o Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) ou o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Muitas cidades e estados permitem que o cidadão pague os valores dos impostos de forma parcelada que pode chegar a mais de cinco vezes. No entanto, ao pagar à vista pode-se ganhar alguns descontos extras, ainda mais quando o cidadão trabalha com a emissão de notas fiscais como ocorre em São Paulo e Paraná que oferecem pontos de desconto.

O mais recomendado seria pagar à vista caso o desconto fosse superior a 5%. Deste modo, consegue-se economizar ao mesmo tempo em que investe o valor recebido durante dezembro e novembro com o décimo terceiro. O décimo terceiro é um programa pago a todos os trabalhadores que estão atuando com a carteira de trabalho assinada na modalidade de CLT. Deste modo, quem é autônomo ou até mesmo MEI, microempreendedor individual, não tem direito de receber de seus clientes.

Neste ano, você vai enfrentar o Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) muito mais caro, chegando a aumentos de 30%

O Gol Completo do ano de 2012 teve um aumento de 25% de seu preço em relação ao ano de 2020. Isso não acontece somente com ele como também com uma série de veículos usados que estão passando por uma nova onda de valorização devido ao aumento expressivo dos novos e zeros. Deste modo, como o IPVA é cobrado sobre o valor da FIPE, é estimado que os impostos cheguem a mais de 30% de alta em estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

A forma de pagar o imposto pode variar de acordo com cada estado. Alguns exigem que toda a população pague durante o começo do mês enquanto outros variam de acordo com a placa.

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui