23.8 C
Brasil
sábado, 27 novembro 2021
HomeEntretenimentoAproximações entre História Ambiental, Ensino de História e Educação Ambiental

Aproximações entre História Ambiental, Ensino de História e Educação Ambiental

De acordo com os autores, a história ambiental vem ganhando cada vez mais espaço nas escolas brasileiras e também nas universidades justamente porque vem levantando uma série de questões e preocupações em relação ao meio ambiente atual. Inclusive, os professores de história podem também se aprofundar no assunto que, até então, era dominado somente por professores de geografia e biologia.  

O ramo do meio ambiente pode ser relacionado com a história justamente porque as pessoas não se desenvolvem sozinhas no espaço. O ser humano não é um “super-homem” e ele precisa do meio natural para sobreviver e desenvolver as suas atividades.  

Para começar a estudar a história ambiental, para Worster, antes de tudo é necessário conhecer a própria natureza e como ela era observada e conceituada na ideia das pessoas que viveram naquela época. São três processos:  

  • O primeiro é entender como funcionava a natureza no passado. No segundo processo, é pensar sobre as formas como o professor pode ensinar sobre isso para os seus alunos e fazer com que o assunto seja bem compreendido. Já no final, terceiro passo, seria necessário entender como as relações humanas e nossas ideologias tiveram influências do meio ambiente e do local que vivemos.  

DUAS PRINCIPAIS OBRAS 

O tema é bastante recente no país e teve início principalmente após a publicação de dois textos na área que foram intitulados:  

  • “A luta pela borracha no Brasil” ano 61 e “A ferro e fogo: a história e a devastação da Mata Atlântica brasileira”, ano 62, AMBOS DE Warren Dean (1932-1994).  

O homem não depende da natureza? 

- Continua Depois da Publicidade -

Estudar a história ambiental também tem relação com o ato de entender discursos, entender razões pelas quais vivemos de determinada forma. Ou seja, tem a ver com uma questão política, social e econômica.  

Um exemplo: desenhos nas paredes de cavernas. De acordo com o autor do texto, pode significar que o indivíduo começou a desenvolver estímulos e pensamento histórico para que conseguissem guardar a memória. É preciso anotar os acontecimentos em algo: seja na argila, nas pedras e até mesmo nas folhas que usamos atualmente e são retiradas de árvores e plantas.  

COMEÇO DA ESCRITA: o homem precisou interagir com a argila e criar cunhas para que conseguisse criar a escrita cuneiforme e registros de vendas, comércio e outros aspectos econômicos da sociedade em que ele vivia.  

RESIDÊNCIA: Para começar a construir, é necessário planar o terreno, analisar se existe um rio por perto e que pode invadir o local em cheias, ver aspectos em relação à água, retirar árvores e pedregulhos. Logo, há toda uma alteração da fauna e flora do local.  

- Continua Depois da Publicidade -

ALIMENTAÇÃO: o ser humano precisa se alimentar a todo instante. Logo, é necessário que crie estratégias para otimizar a agricultura e promover o crescimento dos alimentos. Há a ajuda de plantas, animais e matérias primas retiradas do meio ambiente.  

ECONOMIA: o meio ambiente também é importante para a economia porque é através dele que retiramos matérias primas para a criação de eletrodomésticos, eletrônicos como celulares e computadores. Para a criação desses itens, seria necessário realizar processos de mineração – um processo dentre vários outros.  

Daiane Souzahttp://visaoconfiavel.com/
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui