25.1 C
Brasil
terça-feira, 27 julho 2021
HomeEntretenimentoEstreou na Netflix, “Radioactive”, uma cinebiografia de Marie Curie

Estreou na Netflix, “Radioactive”, uma cinebiografia de Marie Curie

Para os apreciadores de biografias dos grandes gênios da humanidade, a Netflix traz a cinebiografia de uma das maiores cientistas de todos os tempos, Marie Curie.

Ela foi a mulher que revolucionou a química, em especial aquela que trata dos meandros da radioatividade; o que inclusive lhe rendeu um Nobel de Química em 1911.

A obra também tenta esmiuçar boa parte da sua trajetória, principalmente o transcurso das sus várias lutas, frustrações e dificuldades pelo fato de ser uma mulher nesse universo das descobertas científicas.

Além disso, a produção conta um pouco da sua relação com Pierre Curie, um físico francês que tornou-se o seu marido e uma espécie de porto seguro em meio às dores dessa trajetória.

- Continua Depois da Publicidade -

Com direção de Marjane Satrapi, indicada ao Oscar pela produção animada de uma série de quadrinhos (Persépolis), Radioactive chega às telas do canal em meio a inúmeras polêmicas e controvérsias, em especial pelo fato de que, na opinião de muitos, deixa bastante a desejar com relação à profundidade que a personagem principal mereceria.

Um ícone da química nas telas da Netflix

Um dos principais trunfos da produção, na opinião de alguns críticos, é o seu êxito em retratar a personalidade de Curie, competentemente interpretada pela atriz Rosamund Pike. No entanto, para os fans da cientista, à obra faltou consistência de narrativa – o que acaba tornando-se fatal em produções televisivas.

Ainda segundo os críticos, a pressa em tornar o filme conciso fez com que fossem atropeladas várias fases da sua vida, principalmente as que poderiam contar um pouco mais sobre como a ciência acabou cativando-a e como se deu esse “despertar” para a química.

No entanto, a atuação impecável de Pike, unida a uma excelente trilha sonora e à técnica de alternar eventos futuros com a vida de Curie, são o ponto alto do filme; o que torna a produção bem interessante para o que ela se propõe: ser uma bela e agradável experiência de entretenimento.

- Continua Depois da Publicidade -

Leia mais:

Filmes de história: Confira recomendações para assistir

Morre, aos 52 anos, atriz de Harry Potter, The Queen e Peaky Blinders

Crítica externa: o que é? Como fazer? – Langlois e Seignobos

 

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui