26.3 C
Brasil
sábado, 8 maio 2021
Home Entretenimento Mesopotâmia: curiosidades sobre as sociedades da região

Mesopotâmia: curiosidades sobre as sociedades da região

Nas sociedades da Mesopotâmia, muitos viviam juntos com até 3 gerações, sempre que o filho casava, levava a mulher para dentro de casa com a família. As residências também eram locais de preparo de produtos e sustento, não havia tanta separação do trabalho com a moradia.  

Os palácios também produziam, mas não conseguiam se manter, dessa forma, era necessário pensar em outras formas de adquirir o dinheiro da população e, para isso, usavam os impostos e trabalho escravo.  

Apesar disso, a escravidão não haveria sido a principal propulsora do trabalho. Geralmente, utilizavam escravos que foram conquistados na guerra ou então aqueles que estavam devendo. Mais tarde, o assunto seria abordado por pensadores modernos ou gregos, como é o caso de Montesquieu e Aristóteles.  

Os mitos argumentavam que a população deveria trabalhar para os deuses e dar parte do que recebiam. O que poderia impulsionar ainda mais a “escravidão” e o pagamento destes valores ao governo. A mitologia mostrava que tudo poderia ser destruído caso eles não cumprissem com as obrigações: todos os trabalhos feitos eram para evitar a ira dos deuses.  

Os cultos eram acumulados de forma desordenada e sempre surgiria algo novo.  Existiam pessoas especializadas em ler sinais dos mais diversos, como adivinhar o futuro de determinado cidadão após um sonho que teve. Isso existe até os dias atuais.  

Mesopotâmia e os reis

Os templos, que de início eram pequenos e permitiam algumas oferendas, começaram a aumentar de tamanho de forma considerável. Acredita-se que a três milênios antes de Cristo, as cidades tenham sido fortemente influenciadas por eles.  

O rei no começo, era apenas para situações que mais necessitavam de comando, como no caso de guerras. Mas em tempos mais calmos, isso não ocorria e ele não era tão importante. No segundo milênio antes de Cristo, começaram a surgir os palácios e eles se fizeram cada vez mais essenciais. A monarquia do rei era responsável por todas as coisas terrestres. Ao mesmo tempo que viam o rei como figura soberana, acreditavam que ele poderia ser cruel com o povo.  

 
Daiane Souza
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui