31.9 C
Brasil
domingo, 26 setembro 2021
HomeEntretenimento"Sabotagem": termo surgiu na Revolução Industrial, entenda!

“Sabotagem”: termo surgiu na Revolução Industrial, entenda!

Durante a Revolução Industrial, muitas pessoas tinham que sair dos campos para ir morar na cidade. No entanto, os camponeses não tinham condições de comprar sapatos de couro para trabalhar e, dessa forma, faziam o uso de sapatos de madeira, que também eram conhecidos como sabotas, que originaram “sabotagem.  Em francês,  chamados de sabot.

Em alguns anos, quando os patrões não queria fornecer os direitos do trabalhador como a redução da carga horária ou aumento dos salários (visto que as condições eram muito precárias), os funcionários costumavam usar esses sapatos de madeira dentro das engrenagens das máquinas, justamente para que elas parassem de funcionar e pudessem fazer greves. 

E foi a partir dessa ação que surgiu o termo que usamos no Brasil chamado de “sabotagem” que, nada mais era do que colocar os sapatos duros de madeira nas máquinas para estragar os meios de produção dos patrões que não forneciam condições de trabalho sugeridas. 

Hoje em dia, o termo é usado de forma mais ampla para várias outras atividades que envolvem retirar vantagens por outros meios. 

Outros termos históricos interessantes – além de sabotagem

- Continua Depois da Publicidade -

Existem vários outros termos históricos interessantes além da “sabotagem”. Um outro exemplo, que neste caso remete à colonização brasileira, é “o quinto dos infernos”. 

O termo surgiu quando a Metrópole, Portugal, estava cobrando um quinto de tudo o que era produzido na colônia como imposto (tudo que foi produzido / cinco = resultado do que deveria ser dado aos lusitanos). Esse valor estava principalmente sobre os bens preciosos como o ouro, que mais tarde seria usado por Portugal para pagar a dívida que tinha com a Inglaterra após o tratado de Panos e Vinhos, também chamado por Methuen. 

O tratado foi criado ainda durante a existência de Napoleão em que a Inglaterra forneceria tecidos aos lusos enquanto eles vendiam o vinho para os ingleses. No entanto, “é mais fácil comprar roupas do que vinho, todos usam roupas” e os portugueses se endividaram.

 
Visão Confiávelhttp://visaoconfiavel.com/
Visão Confiável é uma agência com jornalistas independentes que estão dispostos a fornecer informações em tempo real e com qualidade. Contamos com uma agência de redatores. Entre em contato!

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui