Xand Avião e Carvalheira levam 10 mil pessoas na estreia do evento "Decolou"

100
Xand Avião e Carvalheira levam 10 mil pessoas na estreia do evento "Decolou"
4.7 (93.33%) 3 voto[s]

A estreia da Decolou marcou o feriado de 7 setembro no Recife. O evento, resultado da parceria entre a agência Carvalheira e Xand Avião, teve a primeira edição também realizada pela Tampa Entretenimento. O clima carnavalesco tomou conta das 10 mil pessoas que compareceram ao Memorial Arcoverde, em Olinda, com direito a abadás e muita animação.

A folia começou às 16h, com Ale Salles introduzindo o clima na pista. Depois foi a vez do rei do Carnaval baiano, Bell Marques, deixar o público com o astral lá em cima. Comemorando 40 anos de carreira o cantor fez um show nostálgico fazendo todo mundo entoar clássicos como “Diga que valeu” e “Amor perfeito”. O cantor ainda trouxe seus novos hits, como “B de Bell” e “Cinco segundos”, parceria com seus filhos, Rafa e Pipo, seus sucessores na folia baiana.

Em seguida, o forrozeiro Xand Avião subiu ao palco, momento mais esperado da noite. Abrindo o show com o lançamento “Decolou”, música tema do evento, o cantor manteve o pique durante as mais de três horas de show. O comandante ainda sobrevoou o público pilotando uma estrutura em forma de avião, levando todos ao delírio. O repertório variado trouxe hinos da época do Aviões do Forró até seus últimos lançamentos; hits como “Se mordendo de raiva”, “Casal raiz” e “Inquilina” embalaram os fãs do comandante.

Já perto da 00h, o carioca Pedro Sampaio, esquentou a pista ao som do melhor do funk. O DJ ferveu a pista com diversos hits que fizeram todos dançar juntos. O show ainda contou com a participação da nova aposta do bregafunk, Felipe Original, e juntos cantaram o novo sucesso do passinho “Evoluiu”. “Vai Menina” e “Fica à Vontade” também estiveram no setlist.

Continuar Lendo

A Decolou teve sua estreia no Recife, mas já se prepara para aterrissar em outras cinco cidades no Brasil. Sobre a parceria, com a Carvalheira o cantor Xand Avião conta que surgiu a partir de uma amizade. “Eu me apresentava no Carvalheira na Ladeira, que é um Carnaval maravilhoso e surgiu a ideia de fazermos um evento juntos, mas que fosse um label que rodasse o Brasil e a Decolou começa aqui no Recife, mas ainda vamos levar para cinco cidades”, comenta. O evento também foi acessível para todos os públicos.

Um “Lounge Acessível” próximo ao palco estava disponível para pessoas com dificuldades de locomoção, além de intérprete de libras no palco fazendo a tradução simultânea e ampliando a acessibilidade ao público por meio da música.

Fonte: Blog do Ricardo Antunes (Blogue)