Aitken escapa de toque com Ilott no fim e vence corrida 2 da F2 em Monza

48
Aitken escapa de toque com Ilott no fim e vence corrida 2 da F2 em Monza
4.7 (93.33%) 3 voto[s]

Depois de uma corrida vencida com certa folga por Nobuharu Matsushita, o domingo (8) da Fórmula 2 teve uma disputa muito mais acirradas. Com quatro carros colados um na traseira do outro ao longo das últimas dez voltas, era difícil cravar que o líder Jack Aitken seria capaz de realmente cruzar a linha de chegada na frente. Mas aconteceu: o britânico lidou bem com a pressão e venceu no icônico autódromo de Monza.

Ilott parecia capaz de terminar em segundo, mas pôs tudo a perder na última volta. Ao tentar um mergulho contra Aitken, o britânico travou os pneus na curva 1, rodou e chegou muito perto de bater e abandonar no ato.

Quem se beneficiou foi Jordan King, que subiu para segundo. Nobuharu Matsushita cruzou a linha de chegada em terceiro, mas caiu para quinto por infração durante o safety-car. Quem herdou o pódio foi Nyck de Vries, novamente somando pontos cruciais para o título. O quarto lugar foi de Guanyu Zhou.

Mick Schumacher surgiu em sexto, com Giuliano Alesi em sétimo. Louis Delétraz fechou a zona de pontos.

Para Sérgio Sette Câmara, a prova teve um desfecho negativo. O brasileiro teve um pneu furado após se envolver em toque com Nyck de Vries e Luca Ghiotto ainda nas primeiras voltas. Enquanto tentava voltar aos boxes, Sérgio perdeu controle no asfalto ainda úmida, rodou e abandonou.

A corrida começou com um elemento interessante: a chuva noturna deixou a pista molhada, mas na altura da largada a maior parte do asfalto já estava seco. Entretanto, trechos ainda molhados podiam causar problemas. Não para Jack Aitken, que largou da pole e manteve a primeira posição. Jordan King passou Giuliano Alesi logo atrás, subindo para segundo. Callum Ilott, Sérgio Sette Câmara, Nyck de Vries, Luca Ghiotto e Nobuharu Matsushita fechavam a zona de pontos. Ghiotto estava com uma asa dianteira danificada após acertar de leve a traseira de Sette Câmara. King parecia muito capaz de atacar Aitken, mas segurava a onda. A diferença entre os dois era de 0s5, mesmo após cinco voltas. Quem ganhava terreno mesmo era Ilott, deixando Alesi para trás, agora em quarto e fora do pódio. A volta 7 seguiu mudando o panorama. King passou Aitken na reta principal, reagindo ao pedido da equipe de sair logo do ar turbulento do adversário. Enquanto isso, os pilotos ficavam ousados demais na briga pelo quinto lugar: De Vries tentou mergulhar para passar Sette Câmara, só que Ghiotto fazia a mesma coisa com o holandês. Como não há como três carros ficarem lado a lado na curva 1, houve contato: Luca perdeu a asa dianteira ao tocar Nyck, que por tabela furou o pneu de Sérgio. Sette Câmara abandonaria na chicane seguinte, rodando ao não conseguir controlar o carro na parte úmida do asfalto. Ghiotto voltou aos boxes se arrastando e sob investigação. O safety-car virtual foi necessário. Uma volta depois, King estava cochilando na relargada. Aitken reagiu melhor e tomou a primeira posição. Duas voltas depois, Jordan mergulhou para voltar à liderança.

Continuar Lendo

A corrida, então, virava uma briga direta entre Aitken e Ilott, com King esperando para aproveitar qualquer infortúnio alheio. Callum começou tímido, sem esboçar tentativas de ataques.

Só que Ilott seguiu assim até o fim. Aitken tinha velocidade suficiente nas retas para garantir que o ataque não viria. Callum resolveu apostar todas as fichas na última volta, mas deu tudo errado: ao invés de quase ultrapassar, o piloto da Sauber quase bateu em Aitken. Foi só de última hora que o segundo colocado conseguiu desviar, tocando no muro de leve e rodando. Callum ainda furaria o pneus, cruzando a linha de chegada em 12º.

1 J AITKEN Campos 21 voltas 2 J KING MP +2.7 3 N DE VRIES ART +6.5 4 G ZHOU UNI-Virtuosi +7.6 5 N MATSUSHITA Carlin +8.1 6 M SCHUMACHER Prema +8.5 7 G ALESI Trident +12.8 8 L DELÉTRAZ Carlin +13.3 9 N MAZEPIN ART +13.9 10 N LATIFI DAMS +23.0 11 M SATO Campos +29.5 12 C ILOTT Charouz +41.3 13 M RAGHUNATHAN MP +52.4 14 T CALDERÓN Arden +53.0 15 L GHIOTTO UNI-Virtuosi +1:32.6 16 S GELAEL Prema +12 voltas NC 17 S SETTE CÂMARA DAMS +15 voltas NC

Quase deu certo: Aitken precisou ir para a área de escape enquanto King tentava contornar a curva normalmente – e não conseguia. Jordan perdeu tempo no processo, o que permitiu a ultrapassagem de Ilott. Aitken conseguiu manter a primeira posição.A corrida, então, virava uma briga direta entre Aitken e Ilott, com King esperando para aproveitar qualquer infortúnio alheio. Callum começou tímido, sem esboçar tentativas de ataques.Só que Ilott seguiu assim até o fim. Aitken tinha velocidade suficiente nas retas para garantir que o ataque não viria. Callum resolveu apostar todas as fichas na última volta, mas deu tudo errado: ao invés de quase ultrapassar, o piloto da Sauber quase bateu em Aitken. Foi só de última hora que o segundo colocado conseguiu desviar, tocando no muro de leve e rodando. Callum ainda furaria o pneus, cruzando a linha de chegada em 12º.

Fonte: Grande Prêmio