28.2 C
Brasil
segunda-feira, 6 dezembro 2021
HomeFinanças & InvestimentosAlta das commodities pode aumentar a inflação? Como assim?

Alta das commodities pode aumentar a inflação? Como assim?

Recentemente, o presidente da Argentina, Fernandes, argumentou que a inflação acumulada nos últimos 12 meses estava elevada (53%) devido à alta das commodities. De forma sintetizada, commodities são determinações de preços em escala internacional sobre os produtos primários, como o petróleo, minérios e até mesmo setores do agronegócio como o boi gordo, arroz, centeio e outros.  Logo, as commodities servem para determinar uma base de valores para que os países possam negociar entre si. 

A inflação na Argentina está entre as maiores do mundo, perdendo apenas para a Venezuela que possui o valor superior a 2900% ao ano. A Turquia está próxima ao Brasil, tendo na faixa de 19% enquanto a economia brasileira enfrenta uma marca de 10,67%. 

Mas, o que isso quer dizer? O que o preço internacional pode interferir?

Quanto maior o preço de um produto no mercado, mais a população deve desembolsar para conseguir comprar e, como consequência, há o aumento da inflação. Se as commodities estão elevadas, os países com a moeda desvalorizada são os que mais sofrem visto que a maioria dos valores são baseados no dólar. 

Por exemplo, no Brasil, a Petrobras realizou reajustes de combustíveis que superam a marca de 70% no ano de 2021. O preço do barril teve uma alta acumulada em escala internacional de 120% e a estatal tenta acompanhar o mercado. Como consequência, ainda com a alta do dólar, o valor do litro superou a marca de R$ 7 em ao menos 20 estados brasileiros. Em Santa Catarina, já foi aprovada a autorização que prevê alterar as bombas para que o preço do litro supere R$ 10 em 2022. 

- Continua Depois da Publicidade -

O mesmo serve para o setor de minério, que enfrentou alta de 5% em 2020 e impactou diretamente no aumento do IPCA da construção civil. E, dessa forma, a barra de ferro, cimento e outros produtos se tornaram ainda mais caros. 

Daiane Souzahttp://visaoconfiavel.com/
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui