33.4 C
Brasil
terça-feira, 22 junho 2021
HomeFinanças & InvestimentosGoverno classifica perda de R$ 2 trilhões em dívidas de tributos

Governo classifica perda de R$ 2 trilhões em dívidas de tributos

A PGFN (Procuradoria Geral da Fazenda Nacional), é o principal órgão responsável que está ligado ao Ministério da Economia, e nos últimos meses classificou como tendo perdido cerca de 81% dos débitos sobre dívida ativa, como perda, por ter pago em dívidas de tributos. A informação consta como um novo projeto de Lei e de Diretrizes para 2022 que foi enviado junto ao congresso em abril.

Existem estimativas do governo que alegam que o órgão possa ter perdido mais de R$ 2 trilhões só em dívidas, totalizando R$ 2,528 trilhões em taxas e tributos que não irão mais entrar para os cofres públicos.

Expectativas sobre a dívida de tributos

Existe uma expectativa sobre a recuperação desse valor e da situação do econômica do país, porém, recuperar ou arrecadar o equivalente a R$ 485 bilhões, já é algo que levaria pelo menos 15 anos em um primeiro momento sem contar os recursos orçamentários e o impacto que isso poderia causar.

A dívida ativa que é de responsabilidade da União, se deu devido as taxas públicas e as dívidas de tributos que não foram pagos por pessoas, empresas e contribuintes ao longo dos últimos anos. Com isso, todos os valores que estão sendo cobrados como forma de dívida ativa possuem um prazo para recolhimento que é encerrado em um período depois de um número de tentativas de cobranças que são feitas de forma amigável, depois disso, elas não prosperam mais.

- Continua Depois da Publicidade -

Leia mais: Dívida pública fecha 2020 acima de R$ 5 trilhões

Quando o contribuinte entra com algum tipo de recurso administrativo para aguardar o processo, essa medida ainda gera mais custos ainda e as dívidas de tributos podem aumentar em valores e o total das perdas, que as vezes nem chega a ser cobrado depois. É comum que a contabilidade demore para ser feita, mas o débito precisa começar a ser liberado mais rapidamente para que as cosias andem e a previsão de perdas diminua o quanto antes.

 
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui