30 C
Brasil
quinta-feira, 20 janeiro 2022
HomeFinanças & InvestimentosIndústria no Brasil: conheça as tendências para os próximos anos

Indústria no Brasil: conheça as tendências para os próximos anos

Não tem como falar das tendências para a indústria no Brasil sem considerar o que chamamos de Indústria 4.0, afinal, esse é o termo usado para designar o futuro desse setor que está presente no mundo todo.

A indústria 4.0 já é uma realidade em muitas nações, sobretudo nas mais desenvolvidas que já dispõem de fortes investimentos no ramo de tecnologia como os Estados Unidos e a China, por exemplo.

A implantação desse conceito fez com que muitas fábricas fossem transformadas em ambientes tecnológicos e inteligentes, onde a mão de obra humana torna-se cada vez mais escassa e a automação entra no lugar de muitos funcionários.

O que faz esse tema ser tão revolucionário é o advento de altas tecnologias que possibilitam, por exemplo, que as indústrias monitorem toda a produção de uma fábrica em tempo real.

Além disso, as empresas contam com gestões de manutenções preditivas e de correção de equipamentos com diagnóstico preciso e ligeiro.

O futuro na indústria 4.0: conheça as tendências para os próximos anos

Como vimos, a indústria 4.0 representa o futuro e é uma das tendências para a indústria nos próximos anos,  já que termos como IoT (Internet das coisas) está sendo cada vez mais falado no ambiente industrial, onde máquinas realizam cálculos precisos para fazerem suas próprias manutenções.

No Brasil, esse setor ainda engatinha, mas existem muitos exemplos em outros países que indicam que nossa nação seguirá pelo mesmo caminho.

Cada vez mais presenciamos drones, robôs e impressões 3D relacionando-se com o dia a dia de indústrias, portanto, engana-se quem acredita que apenas grandes organizações terão acesso às altas tecnologias no futuro.

Apesar do baixo orçamento, é cada vez mais comum encontrar pequenas e médias empresas que conseguem criar o chamado gêmeo digital, termo utilizado para a identificação de um modelo semelhante a um  produto físico, mas criado no ambiente virtual.

Projetado em uma tela, podemos garantir a economia de matéria-prima para criação de modelos para testes, por exemplo, então, no setor automotivo ou em uma caldeiraria, por exemplo, o gêmeo digital é usado para criar muitas peças dos veículos.

Para representar melhor a indústria 4.0 e as tendências para o futuro deste setor no Brasil, podemos citar também as impressoras 3D que impactam muito o setor secundário, já que fazem parte das novidades tecnológicas que mais estão em alta nos dias de hoje.

Com o auxílio dessas tecnologias, podemos diminuir os custos com a troca de peças e perda de produtividade, já que, em alguns segundos, produzimos peças sob medida com o auxílio desses aparelhos de alta tecnologia.

Principais ferramentas da indústria 4.0: conheça as tendências para o futuro

No Brasil, como dissemos anteriormente, as tendências para a indústria ainda andam a passos miúdos, pois representa somente 2% do mercado global de tecnologia.

No entanto, as empresas que possuem investimento nessa modalidade usam impressoras 3D para criar peças que já saíram de linha em automóveis, por exemplo.

Essa é uma das formas de economia de custos com a compra de peças difíceis e que já nem são mais feitas pela fabricante original.

Por exemplo, a Jeep investiu em robôs para a totalidade de suas linhas de montagem em Pernambuco e, o resultado é que a aplicação desse método ajudou a empresa a produzir 45 carros por dia.

Além disso, a Embraer, fabricante de aeronaves brasileiras, aplicou o conceito de paperless (sem papel) em sua produção e, dessa forma, eliminou entre 80 e 100 mil unidades de papel que eram usados no esboço de aeronaves por engenheiros.

Hoje em dia, os projetos são todos realizados em 3D, método que traz facilidade para ajustar quais podem ser feitos no momento exato.

Tendências para o setor de indústrias no Brasil

Segundo a CNI (Confederação Nacional da Indústria), as iniciativas propostas pelo modelo 4.0 estão bem atrás em relação ao mundo todo e, a pesquisa diz que  mais de 70% das ferramentas que utilizamos são voltadas para o desenvolvimento de novos produtos.

As tendências da indústria 4.0, portanto, incluem fábricas automotivas que inserem itens tecnológicos na montagem dos veículos, diferentemente das produções atuais.

Nesse sentido, espera-se que haja cada vez mais personalização pelos colaboradores que também precisarão se adaptar ao novo cenário.

Outra tendência das indústrias no Brasil diz respeito ao teste de produtos antes que cheguem às linhas produtivas, pois, dessa forma, serão minimizados os riscos e os custos.

Portanto, espera-se um cenário em que as indústrias sejam cada vez mais tecnológicas, ainda que o Brasil caminhe devagar rumo ao futuro, pois, além da pesquisa não ser muito incentivada por aqui, ainda temos uma mão de obra escassa para operar todas as máquinas tecnológicas que existem mundo afora.

Mas, uma coisa é certa: todas as tendências para a indústria no Brasil, no futuro, estão ligadas à tecnologia.

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui