23.8 C
Brasil
sábado, 27 novembro 2021
HomeFinanças & InvestimentosPIX Pago pode ser a nova realidade do Brasileiro em 2022: entenda...

PIX Pago pode ser a nova realidade do Brasileiro em 2022: entenda nova tributação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vem defendendo a cobrança de uma alíquota na faixa de 0,10% a 0,15% sobre cada transferência que for realizada via PIX. O Brasil já está entre os 15 países com as maiores tributações para a  população e os impostos estão inclusos em todos os produtos comprados, serviços realizados, investimentos que são realizados no banco ou em corretoras, empréstimos, financiamentos e até mesmo sobre o salário. No entanto, nem sempre é possível ver onde esse dinheiro vem sendo aplicado. 

Essa forma de transferência vinha caindo no uso dos brasileiros justamente porque é gratuita (a maioria dos bancos cobravam, até então, para fazer uma TED) e também pelo fato de permitir que o dinheiro caia na hora na conta do destinatário, sendo ou não um feriado ou fim de semana. 

A tributação pode entrar em vigor pelo Banco Central no ano de 2022 se o ministro Paulo Guedes realmente continuar com o projeto de colocar impostos sobre essa forma de transferência. 

Outro projeto que pode entrar em vigor para o próximo ano é em relação aos dividendos: quem aplica dinheiro na bolsa de valores e recebe dividendos do lucro das empresas, terá que pagar cerca de 20% para a Receita Federal no Imposto de Renda. 

- Continua Depois da Publicidade -

Neste ano, o governo também aumentou os impostos sobre IOF que são cobrados em empréstimos e financiamentos, assim também sobre o rendimento das aplicações de quem investe em renda fixa, fundos de investimentos e outros. 

Tributação do PIX para financiar o Bolsa Família?

Todos os aumentos de tributação estão tendo, de acordo com o Ministério da Cidadania, o objetivo de financiar o Bolsa Família que terá reajustes de 50% no ano de 2022. Ou seja, a média de pagamentos pode sair de R$ 190 para cerca de R$ 300 para cada grupo. 

Daiane Souzahttp://visaoconfiavel.com/
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui