34.6 C
Brasil
sábado, 31 julho 2021
HomeNegócios & EmpresasAtraso de novo auxílio emergencial ajuda empresas a quebrarem

Atraso de novo auxílio emergencial ajuda empresas a quebrarem

O varejo é o setor que mais sofre com o atraso de novo auxílio emergencial no ano de 2021. Isso ocorre porque é uma área que precisa do consumo para trazer lucros e, sem ele, podem quebrar. Com a falta de dinheiro para as contas básicas, a economia e o PIB podem deixar de forma expressiva este ano. Segundo analistas, devem perder mais de 12% do faturamento, totalizando R$ 190 bilhões em vendas. 

Ainda não se sabe quando o auxílio deve ser aprovado, mas já se sabe que isso ocorrerá após a PEC emergencial entrar em vigor. A questão é que a PEC tem o objetivo de cortar os gastos do governo com servidores em 25%. Dessa forma, os colaboradores como os professores terão os salários reduzidos. De acordo com a Universidade Federal de Minas Gerais, o corte de salário de um público altamente consumidor, que recebe até dois salários  mínimos, pode fazer o PIB decair em mais de 1,4%. 

Leia mais: PEC Emergencial: o que é e consequências para o PIB

Para os especialistas, a renovação do benefício é mais que necessária para que os pequenos empresários continuem na ativa. Caso contrário, muitas empresas podem terminar fechadas enquanto os maiores varejistas do exterior dominam o mercado, como é o caso da Amazon.

Médias de investimentos no ano de 2020 – Atraso de novo auxílio emergencial 

- Continua Depois da Publicidade -

A média de investimento mensal do governo para os varejistas foi de R$ 24,4 bilhões, trazendo um faturamento de R$ 172,2 bilhões. Esses são dados pertencentes à pesquisa realizada pelo UOL juntamente com o FecomercioSP. Ao todo, foram mais de 1 milhão de pessoas que pararam de trabalhar com o varejo, totalizando 7,7 milhões durante a crise (antes eram 8,7 milhões). 

Leia mais: Renda fixa: o que é e como realizar investimento?

A maior parte dos investimentos dos R$ 200 bilhões parou em pequenos mercados e lojas. Auxiliando os pequenos empreendedores para que pudessem manter as portas abertas. 

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui