18.5 C
Brasil
quinta-feira, 5 agosto 2021
HomeNegócios & EmpresasME tem que ter contador? Por quê?

ME tem que ter contador? Por quê?

A resposta é sim. Um ME (ou Microempresa) precisa adquirir os serviços de um contador, de acordo com a Lei Geral de Micro e Pequena Empresa, e também com o Código Civil, que deixa bem clara essa obrigatoriedade em sua Lei 10.406/2002, art.1.179, dispensando apenas os chamados “Microempreendedores Individuais” (MEIs) dessa obrigação.

O contador será o profissional responsável por digitalizar todos os documentos e balanços da sua empresa, como o DCTF, SPED, DIRF, DARF, entre vários outros arquivos que precisam ser assinados por um contador devidamente registrado no CRC (Conselho Regional de Contabilidade).

Mas por que um ME precisa ter um contador?

Em primeiro lugar, porque é uma exigência legal, e em segundo, porque a condição de ME permite que o empreendedor cresça e atinja um grau de complexidade bem maior com relação à abrangência do seu ramo de atividade, montante arrecadado anualmente, número de funcionários que podem fazer parte do seu quadro de colaboradores, entre outras razões.

Em razão do fato de um ME ser regido por um sistema de tributação mais complexo, o contador acaba também entrando em sua vida como um parceiro e tanto, já que ele será responsável por lhe dar um suporte técnico quando da abertura da sua empresa, determinará o capital social dela, irá atualizá-lo sobre as exigências do CNAE, orientá-lo sobre todos os regimes de tributação existentes, entre outras inúmeras necessidades.

- Continua Depois da Publicidade -

Um contador experiente, e respeitado no mercado, também será o responsável por realizar lançamentos de entrada e saída de mercadorias, administrar o estoque, mantê-lo atualizado sobre os seus bens, preparar a sua declaração do Imposto de Renda, entre outras necessidades que os MEIs, por exemplo, não têm.

Ademais, os serviços de um bom contador irá apontar os erros ou os acertos da sua empresa, já que lhe dará um panorama cristalino sobre como anda a sua saúde fiscal, em especial no que diz respeito ao fluxo de caixa, tabela de preços, necessidades de capital de giro, além de uma infinidade de outras informações sem as quais dificilmente uma empresa consegue crescer.

 

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui