Após superar revés, Petrobras inicia oferta de R$ 3 bilhões em debêntures

53

CVM chegou a suspender oferta; Remuneração ficou definida em 3,60% ao ano na primeira série e 3,90% ao ano na segunda, com atualização monetária

A Petrobras começou nesta terça-feira, 8, uma oferta pública de distribuição de R$ 3 bilhões em debêntures – considerando os lotes adicionais. Esse é a sétima emissão feita pela companhia.

As debêntures são títulos de dívida emitidos por empresas para investidores no mercado de capitais. Ou seja, trata-se de uma forma alternativa de captação de recursos além dos tradicionais empréstimos bancários.

No caso dessa oferta da Petrobras, cada debênture vale R$ 1 mil. A remuneração ficou definida em 3,60% ao ano na primeira série e 3,90% ao ano na segunda, com atualização monetária.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

O vencimento da primeira série será em 15 de setembro de 2029 e da segunda série em 15 de setembro de 2034. Segundo a empresa, os recursos serão utilizados no programa de exploração e desenvolvimento da produção de campos da cessão onerosa.

Continuar Lendo

A sétima emissão de debêntures chegou a ser suspensa após declarações na mídia da diretora de Relações com Investidores da Petrobras, Andrea Almeida. Na ocasião, Almeida havia concedido uma entrevista para a XP Investimentos, uma das coordenadoras da oferta de debêntures.

Mas em 12 de setembro a própria autarquia revogou o bloqueio, após a Petrobras retirar a entrevista da diretora do ar e divulgar um comunicado ao mercado reforçando que o processo de esttomada de decisão de investimento e participação na oferta seria baseado nas informações constantes dos Prospectos e do Formulário de Referência.

Nesta terça-feira, 8, as ações ordinárias da estatal PETR3 eram negociadas a R$ 28,59, numa alta de 0,63%. Veja nossa cobertura de mercados.

Fonte: Seu Dinheiro