23.1 C
Brasil
sexta-feira, 17 setembro 2021
HomeNotícias GeraisBrasileiras eram forçadas a fazer 20 programas diários para pagar bolsa de...

Brasileiras eram forçadas a fazer 20 programas diários para pagar bolsa de estudo

Brasileiras relatam que receberam a proposta para morar no exterior e receber um curso de inglês que iria durar algumas semanas.

No entanto, ao chegar no local, viram que nada era como o prometido: elas iriam receber na faixa de R$ 1750 por semana e mais R$ 350 para a alimentação. Para isso, teriam que realizar relações sexuais com mais de 15 homens ou grupos por dia para que a soma dos programas totalizassem, ao final da noite, mais de R$ 3500. 

Três brasileiras foram resgatadas em Londres após uma intensa investigação que foi iniciada no ano de 2020 a partir de março, assim que a pandemia chegou ao Brasil. O trabalho estava sendo análogo à escravidão. 

Elas eram obrigadas a realizar mais de 15 programas por dia para receber na faixa de R$ 3500, que totalizaria uma média de R$ 17500 no final de 5 dias. No entanto, com uma semana de trabalho, recebiam na faixa de R$ 1750  e mais R$ 350 para alimentação, dando um lucro de R$ 15,5 mil por semana sobre cada uma das mulheres. 

- Continua Depois da Publicidade -

Uma das brasileiras que foram entrevistadas argumentam que faziam promessas que pareciam um sonho: propostas de emprego fácil e até mesmo de Bolsas de Estudo. Mas, depois, ao chegar no lugar, acabam percebendo que foram enganadas. 

De acordo com os responsáveis pelo contrato, essa era uma forma das mulheres pagarem o valor da viagem e das hospedagens que, segundo elas, era oferecido de forma totalmente gratuita. 

As pessoas que lideravam o esquema as perseguiam com o uso de câmeras nos quartos e até mesmo com a proibição de entrar em contato com amigos ou qualquer outra pessoa. 

Mais notícias de hoje – 31 de agosto

 
Visão Confiávelhttp://visaoconfiavel.com/
Visão Confiável é uma agência com jornalistas independentes que estão dispostos a fornecer informações em tempo real e com qualidade. Contamos com uma agência de redatores. Entre em contato!

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui