24.5 C
Brasil
sexta-feira, 21 janeiro 2022
HomeNotícias GeraisLa Niña: temperaturas elevadas no Sul, chuvas em excesso no Nordeste, veja...

La Niña: temperaturas elevadas no Sul, chuvas em excesso no Nordeste, veja tendências de clima para 2022

O fenômeno La Niña está previsto para continuar com intensidade durante o primeiro trimestre do ano de 2022. E, desde o final de 2021, vem provocando uma série de variações em relação ao clima no Brasil. No Sul, para o final de semana do dia 15 de janeiro até 16, domingo, está previsto um aumento de temperatura para até 40 graus: a média durante o verão é de apenas 30 graus nos anos anteriores. Enquanto isso, na região do Nordeste, principalmente na Bahia, está havendo uma onda de chuvas que dura mais de 15 dias e já prejudicou mais de 900 mil famílias. 

Devido aos prejuízos deixados pela chuva, o Governo Federal informou que estaria liberando o abono salarial do PIS e Pasep antecipadamente para os moradores do estado, dessa forma, todos poderão receber o programa no dia 08 de fevereiro, independente da data de aniversário ou final do NIS. O mesmo vale para o estado de Minas Gerais, que também teve o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) liberado com antecedência para que os moradores conseguissem cobrir os gastos extras que foram provocados pelos desastres naturais. 

La Niña prejudicando o PIB

O calor em excesso também atinge o estado do Paraná, que teve as plantações de soja prejudicadas para o ano de 2022: a safra deve ser reduzida em até um terço devido às chuvas de granizo em dezembro. Vale salientar que a soja é o alimento mais plantado no Brasil, sendo seguida do milho. O prejuízo deve aparecer no PIB, Produto Interno Bruto, referente a esse ano. 

Os impactos do clima e da La Niña não estão ocorrendo somente no Brasil como também em outras regiões, como é o caso do Canadá. Durante o verão do ano de 2021, pessoas morreram devido ao excesso de calor que estava pairando sobre o país. 

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui