25.1 C
Brasil
terça-feira, 27 julho 2021
HomePolítica & PoderBolsonaro distorce dados sobre as verbas enviadas aos estados

Bolsonaro distorce dados sobre as verbas enviadas aos estados

Jair Bolsonaro publicou em suas redes sociais uma lista de valores dos quais encaminhou para os estados brasileiros durante a situação da Covid 19 no Brasil. Os governadores criaram um documento do qual contestam esses valores e afirmam que chegou muito menos que o informado. A publicação foi realizada ontem (28) e chegou a mais de 110 mil curtidas, para que tenha acesso a ela, basta acessar o perfil do presidente ao clicar aqui

Segundo Bolsonaro, para a Bahia foi encaminhado R$ 67,2 bilhões enquanto mandou R$ 81,4 bilhões para Minas Gerais. Vale ressaltar que os dados incluem gastos diretos, indiretos e com o auxílio emergencial. O mesmo realizou a postagem após ser contestado sobre a volta de financiamento em leitos de UTI (unidade de terapia intensiva). Os mesmos já se encontram ocupados em uma série de cidades. 

Os governadores acrescentam que há alguns equívocos já que acrescentam repasses obrigatórios pela Constituição Federal que estão contidos no Pacto Federativo. 

Preocupação sem limites com Bolsonaro

Na carta escrita pelos governadores, apresentam certo receio em relação ao presidente da República ao afirmarem que se preocupam como o mesmo se manifesta nas redes sociais. Além disso, há um breve espaço para realizar as contestações sobre o auxílio emergencial que deve voltar em março. Apesar de Bolsonaro afirmar que devem ser 04 parcelas de R$ 250 (totalizando R$ 1000), ainda há certa insatisfação com o caso devido ao valor baixo. 

- Continua Depois da Publicidade -

Muitos servidores públicos já se manifestaram contra a PEC emergencial que tinha como objetivo realizar  o corte de 25% dos salários. A ideia, que antes era prevista por Paulo Guedes, Ministro da Economia, foi anulada com a possível diminuição do PIB em 1,4%. 

A PEC Emergencial deve propor limites para os gastos da União com saúde e educação. O intuito é que os R$ 40 bilhões da nova leva do auxílio voltem para os cofres públicos em uma década. 

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui