33.4 C
Brasil
terça-feira, 22 junho 2021
HomePolítica & PoderBolsonaro pretende aumentar investimentos em programas sociais

Bolsonaro pretende aumentar investimentos em programas sociais

O presidente Bolsonaro pretende aumentar os investimentos em programas sociais. De acordo com o Notícias Concursos, os bastidores mostram que deve começar ainda neste ano. 

Um exemplo disso é o Bolsa Família que deve ir de R$ 192 para R$ 250, que é um aumento de quase 30%. Entretanto, o presidente disse que o aumento deve ser ainda maior, ou seja, pode chegar a 50%. 

Outro ponto é que houve a prorrogação do auxílio emergencial por dois meses. O intuito era de fornecer o benefício até o mês de julho, mas trocaram e agora deve ser até setembro. 

Vale ressaltar que, no ano de 2011, o presidente prestou depoimentos e entrevistas dizendo que os programas sociais eram usados apenas para os interesses do Partido dos Trabalhadores. Sempre foi contra e, em 2020, disse que o auxílio emergencial não deveria ser visto como uma aposentadoria. 

- Continua Depois da Publicidade -

No entanto, após perder o apoio de seu governo, está tentando investir massivamente em programas sociais para aumentar o apoio das zonas periféricas. 

O Partido dos Trabalhadores informou que pretende realizar novos protestos até o dia 19 de junho nas capitais do país e em mais de 200 cidades. O protesto deve pedir pela volta do auxílio emergencial de R$ 600 e também pela vacinação em massa. 

Bolsonaro

As pesquisas do Datafolha mais recentes afirmam que, mesmo investindo massivamente nos programas, a reputação não subiu e isso é preocupante para Bolsonaro, ainda mais durante a pandemia da Covid-19 e as investigações da CPI.

A CPI deve investigar quais foram as omissões do governo federal durante a crise sanitária que deixou mais de 469 mil mortos. 

- Continua Depois da Publicidade -

Investir na volta dos programas sociais permite que o presidente consiga diminuir as taxas de rejeição nas zonas periféricas que são maiores que 58%.

As mulheres também possuem grandes níveis de desaprovação do governo junto às pessoas que possuem graduação completa. Se Bolsonaro não conseguir se candidatar em 2022, abre espaço para outros grupos de esquerda. 

 

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui