20.4 C
Brasil
quinta-feira, 24 junho 2021
HomePolítica & PoderBolsonaro quer desobrigar uso de máscara por vacinados

Bolsonaro quer desobrigar uso de máscara por vacinados

O presidente Bolsonaro manifestou o desejo de desobrigar a população que já foi vacinada de fazer o uso de máscaras.  Contudo, vale ressaltar que mesmo estando vacinado, o indivíduo pode contrair a doença novamente. 

Nesta quinta-feira (10), o Brasil chegou à marca de 480 mil mortos pela Covid-19 e mais de 17 milhões de casos. O número de vacinados é de 51 milhões de pessoas, valor que é considerado um quarto da população. Somos, atualmente, um dos países com os maiores números de vidas perdidas. 

O presidente está sendo investigado pela CPI da Covid-19 por estar sendo omisso durante a pandemia. Além disso, nas sessões desta semana o Senado trouxe uma série de vídeos que comprovam que o mesmo estava sendo orientado por médicos a não comprar as vacinas. 

Elcio Franco, ex-secretário do Ministério da Saúde, foi interrogado na quarta-feira (09) disse que era a favor do tratamento precoce, assim como Bolsonaro, porque pesquisas dizem que o SUS gasta menos ao investir neles.  Outros médicos e médicas que estavam no gabinete paralelo também já foram chamados, inclusive a Nise. 

- Continua Depois da Publicidade -

Marcelo Queiroga foi chamado na terça-feira (08) e foi criticado por sua postura “irresponsável” na forma de aplicar as vacinas nos brasileiros sem ler a bula. O senador Otto disse, durante o interrogatório, que o “mínimo” era ler a bula. 

Bolsonaro entre um cerco

Para conseguir superar a crise econômica e sanitária que a Covid-19 está causando, o governo teve que voltar a fornecer o auxílio emergencial. Entretanto, agora que as vacinações estão mais lentas, devem realizar a prorrogação. 

A prorrogação é crucial para que o presidente consiga recuperar o apoio em zonas periféricas. Entretanto, devido a falta de verbas, para que ela aconteça é necessário mudar as emendas constitucionais ou fazer “por fora” da PEC, podendo desencadear em gastos acima do normal e permitido que podem ser interpretados como crime de responsabilidade. 

A PEC permite o fornecimento do benefício contanto que cortes sejam realizadas em outras áreas para que não se passe o teto. 

- Continua Depois da Publicidade -

 

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui