28.9 C
Brasil
terça-feira, 3 agosto 2021
HomePolítica & PoderCPI: senadores questionam porquê Emanuela pediu um habeas corpus sendo testemunha

CPI: senadores questionam porquê Emanuela pediu um habeas corpus sendo testemunha

Nesta terça-feira (13), Emanuela Medrades, técnica da Precisa Medicamentos, está sendo interrogada pela CPI da Covid-19 ao vivo através do TV Senado. Os senadores questionaram o pedido de habeas corpus na última segunda-feira  (12) mesmo que ela fosse considerada como uma testemunha, ou seja, não é investigada. Até as 11h10 desta manhã, eram mais de 45 mil telespectadores. 

Alessandro Vieira disse que ela é obrigada a responder a todas as perguntas que não incriminasse a mesma, mas que não pode se manter omissa durante a maioria delas como outros interrogados já fizeram. Eliziane, senadora integrante da CPI, concordou. 

A técnica da Precisa Medicamentos, que é investigada por intermediar as negociações com a Covaxin, entrou com um pedido para que não precisasse comparecer, mesmo que fosse “inocente”

Por que Emanuela é investigada pela CPI?

Em suma, Emanuela é investigada pela CPI porque fez parte das negociações da Covaxin que era uma empresa indiana que estava negociando com o Brasil sobre a venda de vacinas. O preço, entretanto, era muito acima da média das vacinas como a Pfizer e Astrazeneca.

- Continua Depois da Publicidade -

Além disso, o preço anunciado foi faturado em 50% em relação ao inicial, indo de US$ 10 para US$ 15. O servidor público Santana, que prestou depoimento na última sexta-feira (09), disse que estavam oferecendo a propina de US$ 1 para cada vacina vendida. 

  • Tendo em vista que o governo receberia US$ 1 para cada dose vendida, havia a negociação de 400 milhões de doses, totalizando mais de R$ 5,2 milhões para cada milhão de doses. Se as doses não chegassem, poderia aumentar de forma considerável a dívida pública do Brasil, que já está em R$ 5 trilhões. 
  • Acredita-se que a empresa seja falsa porque não liberaram, até o momento, dados em relação à localização. Santana disse que o endereço não constava nas negociações da empresa. 

 Acompanhe o Manchetes do Dia para saber mais sobre a CPI da Covid-19. 

 

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui