24.9 C
Brasil
terça-feira, 27 julho 2021
HomePolítica & PoderCPI tem quase 1 milhão de visualizações: quais as consequências desse número?

CPI tem quase 1 milhão de visualizações: quais as consequências desse número?

Nesta quarta-feira (07), a CPI interrogou Roberto Ferreira Dias que foi acusado de oferecer propina de US$ 1 para cada vacina que fosse negociada com a Covaxin. Além disso, o valor da venda teria o superfaturamento de 50%: foi anunciada por US$ 10 e seria vendida por US$ 15, ainda mais cara que a Pfizer que o governo estava ignorando devido ao preço e falta de comprovação científica. A desenvolvedora norte-americana teria enviado mais de  50 e-mails para a pasta da Saúde e o presidente Bolsonaro, todos sem respostas. 

Até a quinta-feira (08) às 09h15, o depoimento teve quase 1 milhão de visualizações no Youtube pouco depois de 12 horas após ser publicado.  Mas, quais as consequências para o governo?

CPI e o estouro dos protestos

A CPI está desencadeando uma série de resultados na política brasileira, sendo um deles a perda de popularidade do governo Bolsonaro que já perdeu mais de 53% de seus eleitores quando se compara com os números de 2018, antes de se eleger.  Desde o dia 29 de maio, os grupos de esquerda voltaram a se reunir três vezes para pedir a volta do auxílio emergencial de R$ 600 e a saída do presidente: já são mais de 120 pedidos de impeachment, valor superior em três anos o que o Partido dos Trabalhadores não teve em mais de uma década. 

- Continua Depois da Publicidade -

Devido à falta de incentivos aos programas sociais, a rejeição foi próxima a 58% nas zonas periféricas e aumentos de forma perceptível entre as mulheres. 

De acordo com o IPEC, cerca de 49% das intenções de votos são para o petista Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto apenas 23% são para o atual presidente, Jair Bolsonaro. 

Outros pontos que são destacados na CPI e fazem o governo perder a boa reputação: 

  • Falta de compromisso com a crise sanitária que desencadeou mais de meio milhão de mortos; 
  • Gastos abusivos com cartão corporativo que superaram mais de R$ 1 milhão por mês; 
  • Férias de final do ano, durante crise sanitária, que superaram mais de R$ 2,4 milhões; 
  • Possível participação com as rachadinhas. 
 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui