21.6 C
Brasil
terça-feira, 21 setembro 2021
HomePolítica & PoderEleitores de Bolsonaro se manifestam sobre inquérito administrativo: "contra Constituição"

Eleitores de Bolsonaro se manifestam sobre inquérito administrativo: “contra Constituição”

O plenário aprovou, nesta semana, um inquérito administrativo para as investigações de supostas fake news que foram distribuídas e publicadas na mídia durante o governo Bolsonaro. Ele é o suposto investigado pela divulgação de notícias falsas. 

Os defensores do governo argumentam que a abertura do processo vai contra a Constituição brasileira da década de 80, visto que o STF não tem o direito de abrir. Uma internauta se manifestou a favor da abertura e disse que “bolsonaristas só defendem a Constituição quando convém”. Paulinho argumentou que as leis brasileiras devem lutar contra a esquerda presente no país. 

- Continua Depois da Publicidade -

O objetivo é investigar as omissões e denúncias sobre fake news contra os membros do STF e a Covid-19 no Brasil: o governo Bolsonaro é acusado de distribuir notícias falsas em perfis robôs no Instagram, Facebook e Twitter. 

  • Entenda: O argumento dos bolsonaristas é que a abertura administrativa de inquérito não é permitida aos membros do STF e que eles estão indo contra a Constituição brasileira ao começar a investigar sobre o assunto. 

Bolsonaro e a Constituição

O petista Genoino, em suas redes sociais, argumentou que é a favor de uma nova Constituição brasileira em que somente o povo quem governa e manda porque “o poder vem dele”. O ex-presidente do partido já foi condenado pelo Mensalão e voltou a ser ativo nas redes sociais após Luiz Inácio ter sido considerado inocente pelo STF. 

- Continua Depois da Publicidade -

Defensores do governo atual argumentam que o petista atropelou a democracia ao abordar sobre a tentativa de criar novas leis

O presidente da República, Jair Bolsonaro, também é investigado pela CPI da Covid-19 e, segundo Randolfe, vice-presidente da Comissão, já possuem provas o suficiente para o incriminar por corrupção passiva e ativa. No mês de maio de 2021, quando as investigações tiveram início, os senadores pediram a convocação de Bolsonaro, mas até o dia 03 de agosto, não compareceu. 

 
Visão Confiávelhttp://visaoconfiavel.com/
Visão Confiável é uma agência com jornalistas independentes que estão dispostos a fornecer informações em tempo real e com qualidade. Contamos com uma agência de redatores. Entre em contato!

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui