23.8 C
Brasil
sábado, 27 novembro 2021
HomePolítica & PoderGoverno Bolsonaro: Dívida pública brasileira pode aumentar em R$ 1 trilhão em...

Governo Bolsonaro: Dívida pública brasileira pode aumentar em R$ 1 trilhão em 2021

Ao final do ano de 2020, a dívida pública brasileira estava em R$ 5 trilhões, tendo aumentos ocasionados devido a pandemia da Covid-19, que já deixou mais de 600 mil mortos em pouco mais de um ano e meio e cerca de 21 milhões de casos registrados ao mesmo tempo. Em junho deste ano, a alta, de acordo com o Tesouro Público, foi de 3,07%, chegando a R$ 5,33 trilhões, sendo superior a 80% do PIB (Produto Interno Bruto). 

O Tesouro afirma que, mesmo com a emissão de títulos, a dívida pode chegar a mais de R$ 1 trilhão no ano de 2021, saindo de R$ 5 trilhões para cerca de R$ 6 trilhões ou R$ 5,9 trilhões. O esperado, contudo, é uma faixa de R$ 5,8 trilhões para o ano de 2021. 

O pagamento do auxílio emergencial, a compra de vacinas e o novo Renda Brasil com reajustes de 20% do antigo Bolsa Família são um dos causadores do aumento. Além da dívida pública alarmante, outro aspecto que vem causando alarmes é em relação à inflação: até o final deste ano, o IPCA pode ter acumulado acima de 9% e as previsões somente aumentam. 

Gasolina alta e gás nas alturas, muito além da dívida pública

Outro aspecto que vem influenciando a vida dos brasileiros, além dos gastos do governo federal entre os anos de 2020 e de 2021, é em relação aos combustíveis. Em Fernando de Noronha, no começo do mês de novembro, o valor do litro de gasolina teria chegado a R$ 9,66.

- Continua Depois da Publicidade -

Em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, uma parcela da população estava indo até a Argentina para abastecer e comprar combustíveis: o valor caiu pela metade, saindo de R$ 6,5 que é a média em muitas cidades para R$ 3 ou menos. A Receita Federal argumenta, no entanto, que a iniciativa pode ser perigosa quando se transporta litros de gasolina e diesel dentro do automóvel. 

Daiane Souzahttp://visaoconfiavel.com/
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui