28.9 C
Brasil
terça-feira, 3 agosto 2021
HomePolítica & PoderIPVA: você sabe como ele funciona?

IPVA: você sabe como ele funciona?

O IPVA, por ser um imposto de obrigatoriedade fiscal em todo o país, é cobrado anualmente de todos que possuem um veículo em seu nome.

Portanto, não há muito segredo para que o dono de um automóvel entenda como funciona o IPVA.

Basta que saiba que todo ano é necessário que pague esse valor, seja integralmente ( à vista) ou parcelando em até 3 vezes.

Para saber quanto deve ser pago, existem ferramentas que podem indicar isso.

- Continua Depois da Publicidade -

Antes de mais nada, não é da responsabilidade de órgãos de trânsito de recolher esse imposto.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, esse valor é recolhido pelo Ministério da Fazenda.

Enfim, dando sequência às maneiras de como saber quanto deve ser pago sobre cada veículo, basta que o dono faça um cálculo que tenha como base a alíquota que é estipulada pelo Estado de registro do veículo.

Por exemplo, todos os estados do sudeste do país, menos o Espirito Santo, cobram uma taxa de 4% sobre a tabela FIPE do veículo.

- Continua Depois da Publicidade -

Ou seja, se o veículo de uma pessoa tem sua cotação na tabela FIPE em R$ 100.000,00 e foi registrado no Rio de Janeiro, o valor a ser pago de IPVA é igual a R$ 4.000,00 ( mas isso pode variar de acordo com o tipo de veículo que se tem)

Agora, se o veículo fosse registrado em Goiás, por exemplo, o valor cobrado, além do que se cobra sobre o tipo de veículo, seria de 3,75% e, portanto, o resultado do que deveria ser desembolsado todos os anos enquanto o veículo estivesse registrado no nome da pessoa, seria de R$3.750,00.

Em 2021, as taxas mais baixas são de 2% e são respectivas a 6 estados de diferentes regiões do Brasil ( Espírito Santo, Santa Catarina, Acre, Mato Grosso, Rondônia e Tocantins).

Como funciona o imposto do carro?

Outra parte importante do cálculo é considerar o tipo de veículo que se tem.

- Continua Depois da Publicidade -

Por exemplo, veículo de carga no estado de SP pagam a menor taxa (1,5%), enquanto a segunda maior taxa é para veículos movidos a álcool, GNV ou híbridos (3%).

Para saber como funciona essa variação, é necessário que o dono do veículo esteja sempre informado, tanto sobre as alíquotas quanto sobre as atualizações que cada valor pode sofrer por ano.

Um ponto importante a ser frisado sobre o IPVA é que a data de pagamento varia de acordo com o número final da placa do veículo.

Por exemplo, no estado de São Paulo, um veículo que termina com a placa em número tem o vencimento do IPVA no sétimo dia de janeiro. Caso tenha sido parcelado, a segunda parcela tem seu vencimento no dia 9 de fevereiro e a terceiro no mesmo dia do mês seguinte.

Então, o que se sabe sobre esse imposto é que ele é regulado pelo Ministério da Fazenda e vai para os cofres públicos com a finalidade de ser direcionado para áreas diversas do país afim de manter uma infraestrutura desenvolvida, como se propõe na Constituição de 1988.

Leia também: IPVA: confira dicas para não atrasar o pagamento

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui