28.9 C
Brasil
terça-feira, 3 agosto 2021
HomePolítica & PoderMinistério da Defesa é acusado de pressionar o voto impresso

Ministério da Defesa é acusado de pressionar o voto impresso

O ministro da Defesa, general Braga Netto, foi acusado pelo Folha de São Paulo de estar pressionando o presidente da Câmara, Arthur Lira, para que o voto impresso entre em vigor no ano de 2022, quando Bolsonaro deve concorrer com Lula, petista e ex-presidente do Brasil. 

Lira, entretanto, negou que isso tenha acontecido. Barroso disse que conversou com os dois e desmentiram a publicação do jornal.  Segundo Roberto, a população ainda tem a imprensa livre e a Constituição em vigor para que não deixe com que isso aconteça no país. 

Lira é o responsável por estar fazendo a análise de mais de 120 pedidos de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele foi defendido pelo presidente Jair no início do ano quando foi concorrer para tomar o cargo de presidente da Câmara e críticos argumentam que houve a “compra do centrão”. 

- Continua Depois da Publicidade -

Não é a primeira vez que o Ministério da Defesa entra em conflitos com a Constituição brasileira. Recentemente, Bolsonaro foi acusado de tentar dar um golpe de estado após tentar trocar os três representantes das Forças Armadas depois de se recusar a aceitar as suas solicitações. 

O presidente da Câmara, argumentou que tudo não passa de uma invenção da mídia e que essa é mais uma tentativa de ganhar atenção.  Bolsonaro já disse que as eleições em que o Partido dos Trabalhadores ganhou é porque houve roubo e argumenta que as urnas deveriam ser investigadas porque não são seguras. 

O Brasil já contou com o voto impresso durante muitos anos da história, principalmente durante a República do Café com Leite. Entretanto, ocorria uma grande quantidade de desvios de votos e até mesmo a alternância de poder entre São Paulo e Minas Gerais, mesmo que não fosse da escolha da população. 

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui