17.4 C
Brasil
sexta-feira, 30 julho 2021
HomePolítica & PoderLideranças indígenas protestam contra Bolsonaro e por demarcação

Lideranças indígenas protestam contra Bolsonaro e por demarcação

Durante o dia do índio, 19 de abril, muitos dos líderes de grupos começaram a protestar contra Jair Bolsonaro sobre as demarcações de terras juntamente com o Projeto de Lei (PL) 191. O PL 191 deixa liberado a mineração em terras indígenas no Brasil.

Também são contra o  PL 490/2007 e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215/2000 que não permitem que as terras sejam reconhecidas de forma nacional. 

Hoje, em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente Bolsonaro argumentou que o Ibama estava sendo menos rigoroso com os donos de terras. Foi defendido pelos apoiadores mas obteve manifestações da oposição que argumentam que, no Maranhão, o desmatamento aumentou de forma expressiva e superou o estado do Pará.

Leia mais: Univesp abre inscrições para mais de 900 vagas em cursos na região de Bauru e Marília

- Continua Depois da Publicidade -

Todos os indígenas estavam respeitando as recomendações de isolamento social que foram impostas pela OMS – Organização Mundial da Saúde juntamente com o uso de máscaras. Estavam carregando consigo placas e caixas com textos escrito “fora Bolsonaro”. 

Estavam nos protestos os representantes dos seguintes povos:

  • Xerente
  • Krahô
  • Krahô Takaywra
  • Xokleng
  • Kaingang
  • Terena
  • Guarani
  • Kaiowá
  • Kinikina
  • Munduruku
  • Tupinambá
  • Arapium.

Bolsonaro e conflitos com as minorias

O secretário adjunto do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Cleber César Buzatto, prestou uma entrevista e disse que todos se uniram contra os ataques realizados pelo presidente e seu governo durante o tempo em que estiveram no poder. 

Bolsonaro, além de estar com má reputação entre os índios, também é alvo de crítica das minorias como feministas, negros e homossexuais. 

- Continua Depois da Publicidade -

O ministro do Meio Ambiente, Salles, também é acusado de promover o desmatamento milionário de madeira na Amazônia e de tentar prejudicar as investigações. Ciro Gomes o chamou de criminoso na semana passada através de suas redes sociais. 

 Leia mais: Comércio deve funcionar durante Dia de Tiradentes, entenda

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui