28.9 C
Brasil
terça-feira, 3 agosto 2021
HomePolítica & PoderLula culpa os Estados Unidos pela crise em Cuba, entenda

Lula culpa os Estados Unidos pela crise em Cuba, entenda

O ex-presidente e petista Luiz Inácio Lula da Silva culpou os Estados Unidos pela crise que está acontecendo em Cuba e que estourou em uma série de protestos no último domingo (11). 

Segundo ele, o país poderia ser uma “Holanda” se não fosse o bloqueio imposto pelo governo americano na economia de Cuba que, desde então, vem estando estagnada. Os EUA fizeram o bloqueio logo após a revolução socialista que se voltou contra o capitalismo que estava usando a ilha como “restos” para cometer atividades ilegais. 

Protestos de Cuba

Os protestos de Cuba começaram com a oposição na manhã do último domingo (11) e se alastraram pela tarde com a manifestação do presidente pedindo para que seus apoiadores, do Partido Comunista, defendessem o governo. Em suma, houve vários motivos pelo qual a oposição se manifestou, veja: 

  • Aumento da inflação no país e pobreza; 
  • Corte das redes móveis de internet e de energia elétrica em muitas regiões pela falta de turismo; 
  • Vacinação lenta contra a Covid-19 em que menos de 30% da população tomou as duas doses da vacina. 

Não são os únicos

- Continua Depois da Publicidade -

Cuba não é o único país que está se manifestando contra o governo. Neste ano, jornais internacionais relataram os conflitos na Colômbia como uma chacina em que dezenas de pessoas morreram ao irem para as ruas protestarem contra a decisão do Estado em aumentar ainda mais as tributações sem que a população visse o retorno de tantos pagamentos de impostos. Na última semana, também houve o assassinato do presidente do Haiti. 

Até mesmo no Brasil a situação vem sendo delicada desde o golpe contra a presidente Dilma no ano de 2016. Desde o dia 29 de maio deste ano, milhares de pessoas vêm se reunindo nas ruas pedindo o impeachment do presidente Bolsonaro que já soma mais de 120 protocolos que estão sendo analisados por Lira, presidente da Câmara. 

 

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui