24.9 C
Brasil
segunda-feira, 26 julho 2021
HomePolítica & PoderMinistério da Defesa emite nota para defender o voto impresso: "legítimo"

Ministério da Defesa emite nota para defender o voto impresso: “legítimo”

Nesta quinta-feira (22), o Ministério da Defesa foi acusado de estar pressionando o presidente da Câmara, Arthur Lira, para que as eleições de 2022 tenham o voto impresso e “auditável”. Críticos argumentam que a pressão do coronel está contra a Constituição e que o mesmo deveria sair do cargo. A publicação inicial foi realizada pela Folha de São Paulo que fez a acusação. 

Tanto Lira quanto Braga negaram a acusação de que estariam tentando impor a mudança das urnas no próximo ano, que deve contar com os dois principais concorrentes: Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva. 

Braga, coronel e ministro da Defesa, emitiu uma nota na manhã acusando o jornal de compartilhar desinformação e de estar tentando causar instabilidade no governo. Admitiu que a argumentação entre os poderes sobre o voto impresso é legítima e o voltou a defender o mesmo no documento. 

- Continua Depois da Publicidade -

O Brasil já contou com o voto impresso antes das urnas. Entretanto, essa forma não funcionava de forma eficaz porque mesmo a população votando, existia a troca de poderes entre São Paulo e Minas Gerais na República do Café com Leite. 

Lira foi defendido pelo presidente da República no início do ano, quando o mesmo estava concorrendo para presidente da Câmara. E, agora, se tornou um dos principais responsáveis por analisar os mais de 120 pedidos de impeachment que o atual governo está respondendo. Disse, recentemente, que a maioria é sem fundamento. 

Ministério da Defesa acusa jornal de tentativa de instabilidade

O portal Folha está sendo acusado, tanto pelo ministro da Defesa quanto pelo presidente da Câmara, de desinformação e tentativa de falsificação de informações em nome da instabilidade política. A publicação da Folha continua disponível e não foi excluída após a emissão das notas. 

- Continua Depois da Publicidade -

Vera Magalhães também se manifestou sobre o assunto e disse que a nota deixa ainda mais explícito a ameaça contra a democracia. 

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui