24.7 C
Brasil
segunda-feira, 17 maio 2021
Home Política & Poder Novo comandante é visto no exército para dar continuidade a gestão Pujol

Novo comandante é visto no exército para dar continuidade a gestão Pujol

A escolha no novo comandante do exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, aconteceu nesta quarta (31), para dar continuidade a gestão das forças armadas de Edson Pujol que saiu na última terça (30). De acordo com as informações, o novo comandante deve assumir o Exército, a Aeronáutica e a Marinha, pelo Ministro da Defesa atualmente, Braga Netto.

O nome do general Oliveira surgiu como novo comandante em uma reunião privada e foi comemorada pelos demais representantes do exército. A aposta no general deve blindar, qualquer tipo de engajamento político, preservando a politização dos quartéis que já era a postura antiga de Pujol.

O comandante foi entrevistado no último fim de semana (28), e afirmou que o exército está preparado para uma possível terceira onda do coronavírus, com a intenção de diminuir a mortalidade da sociedade, para ajudar a seguir as recomendações do Ministério da Saúde e da Ciência.

Leia mais:Comandantes das três forças armadas saem do cargo após trocas de Bolsonaro

Decisão de incluir um novo comandante nas forças armadas

A decisão para incluir um novo comandante se deu do próprio Ministro da Defesa que pediu demissão, o Fernando Azevedo Silva, que alegou se distanciar do presidente e da cúpula e com isso, não fazia mais sentido, continuar atuando junto do governo.

O episódio mostrou que houveram várias tentativas de politicar os quarteis por parte do presidente, que foi freado diversas vezes. E mesmo tentando fazer isso, o novo comandante já deixou claro que não deixará isso acontecer, nem na Marinha, nem na Aeronáutica e nem do Exército.

Além disso, a mudança do comandante foi antecipada para a entrega coletiva de cargos das Forças Armadas. Que vinha com a tentativa de evitar um enfraquecimento, e ainda assim manter a autoridade preservada de alguma forma. O presidente alegou que tenta forçar um alinhamento político junto das Forças Armadas, mas que o episódio da demissão e o novo comandante permanecem com seu papel constitucional.

 
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui