28.9 C
Brasil
terça-feira, 3 agosto 2021
HomePolítica & PoderWilson na CPI diz "Propina fica por sua conta, são honorários convidativos"

Wilson na CPI diz “Propina fica por sua conta, são honorários convidativos”

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson, na CPI, foi questionado sobre a quantidade de verbas que estavam sendo enviadas para os hospitais de campanha. De acordo com ele, houve intensa sabotagem nos hospitais e verbas do RJ. 

O mesmo foi questionado sobre o dinheiro que tinha na conta da esposa e que somava mais de R$ 500 mil. Para defender-se, disse que eram honorários e que não são propinas. Veja abaixo no canal Brasil de Fato.

A CPI começou na manhã desta quarta-feira (16) e contou com a presença do senador Flávio Bolsonaro. Ele criou uma confusão ao tentar defender o pai, Bolsonaro, das acusações do governador. Uma das senadoras pediu para que houvesse o desligamento do microfone caso não parasse de se intrometer. 

Wilson na CPI e “honorários convidativos”

- Continua Depois da Publicidade -

“Quer comprar fuzil? É necessário? (…) Eu não sou expert no assunto, então eu não posso dizer para a vossa excelência ou não sobre isso (…). Não respondo ação penal sobre os hospitais de campanha, não respondo processos sobre hospital de campanha. (…) O que contribuiu foram os negacionismos do governo federal, as carreatas (…) a negativa dos leitos e as sabotagens dos hospitais de campanha (…) é a articulação cristalina de que tudo isso foi planejado para sabotar o controle da pandemia no estado do Rio de Janeiro.”

“Propina fica por sua conta, são honorários convidativos que ela recebeu. Ela declarou tudo nos impostos. (…) Na conta da minha esposa entraram honorários convidativos. (…) Ela trabalhou e continua trabalhando. Peço que o senhor não cite a palavra propina”, disse o ex-governador para a CPI ao ser contestado sobre meio milhão de reais que estavam na conta da esposa. 

Wilson conseguiu depor com a ordem de que mantivesse o sigilo em questões que poderiam comprometê-lo durante os depoimentos. Ele disse que seu objetivo é falar somente a verdade mas que está limitado com as ordens que foram dadas pelos advogados. 

“O senhor acha que todo mundo é contra o senhor, o senhor acha que só o senhor está certo!”, disse um dos senadores da CPI após uma nova acusação do ex-governador contra os deputados, Ministério da Saúde e presidente. 

- Continua Depois da Publicidade -

Leia também: CPI: ex-governador do RJ faz ataques a Bolsonaro e o culpa pela pandemia

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui