30 C
Brasil
quinta-feira, 20 janeiro 2022
HomePolítica & PoderProtestos derrubam governo no Cazaquistão

Protestos derrubam governo no Cazaquistão

O primeiro-ministro do Cazaquistão, Askar Mamin, acabou de renunciar nesta quarta-feira (05) após uma série de protestos que ocorreram em todo o país devido à economia e ao alto preço dos produtos, principalmente em relação ao preço dos combustíveis. Durante o ano de 2021, a gasolina e o diesel apresentaram altas acima de 120% em escala internacional, tanto que os Estados Unidos e a China informaram que usando uma parte das reservas como tentativa de diminuir os preços.

O presidente do país, Kassym Jomart Tokayev, aceitou o pedido de renúncia do ministro e, minutos depois, a polícia informou que estaria detendo mais de 200 pessoas que estariam provocando confusão na região central. 

Os atos de manifestação contra o governo do país haviam começado logo após a virada para o ano de 2022, quando houve um corte de entradas de gás liquefeito, um dos principais combustíveis utilizados no país. O que, de acordo com jornais locais, iria desencadear em um novo aumento de preços. 

Cazaquistão não é o único que enfrenta problemas com combustíveis

Durante o ano de 2021, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) apontou que houve uma alta de 45% no preço da gasolina no Brasil. O que impactou diretamente no bolso dos brasileiros – mesmo o presidente da República, Jair Bolsonaro, tendo aprovado a lei que iria isentar a população de pagar os impostos federais, não foi o suficiente para ver a queda dos valores. 

Os proprietários de veículos também tiveram que enfrentar uma nova “bomba” durante o começo do ano de 2022 referente ao aumento do IPVA em até 30% para os carros usados. Isso se deve justamente pelo super preço dos carros novos que ocasionaram em uma procura maior por versões que sejam inferiores ao ano de 2015. O calendário de pagamento pode variar de acordo com cada estado e as alíquotas vão de 2% até 4%. 

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui