20.8 C
Brasil
sábado, 17 abril 2021
Home Política & Poder Relator do Orçamento quer cancelar R$ 10 bilhões das emendas parlamentares

Relator do Orçamento quer cancelar R$ 10 bilhões das emendas parlamentares

O novo orçamento de 2021, foi relatado pelo senador Márcio Bittar, que enviou nesta quarta-feira (31), a vontade e proposta de cancelar cerca de R$ 10 bilhões dentro das emendas parlamentares, para o presidente Jair Bolsonaro. O orçamento oi aprovado na última semana pelos próprios parlamentares, que até a data atual não foi sancionada pelo presidente.

Segundo especialistas, a equipe econômica do governo vem sofrendo críticas, principalmente pelas verbas que custeiam as despesas obrigatórias, como previdência e salários. O ofício enviado por Bittar deve cancelar algumas emendas, para cobrir despesas obrigatórias do governo.

A polêmica envolvida no novo orçamento

O novo orçamento propõe que as emendas que são incluídas dentro dos gastos dos deputados e senadores, sejam reduzidas, desde obras a redutos eleitorais entre outros. Com isso, as comissões, bancadas e cada parlamentar pode fazer uma indicação.

Esse corte de R$ 10 bilhões que foi sugerido, está sendo chamada de “emendas de relator”, que incluiu os gastos de peças orçamentárias, que foi uma sugestão de outros parlamentares. Além disso, o orçamento atual aprovado pelo Congresso, atualmente é de R$ 26,46 bilhões.

O cancelamento da verba ainda deve ser sancionado pelo presidente, que pode ou não aprovar, e tem dada limite para acontecer até o dia 22 de abril.

Leia mais: PEC emergencial pode cortar salário dos servidores em 25%

As emendas parlamentares de antigamente

A definição do novo orçamento foi feita pelo relator durante um projeto que tramitava dentro de um projeto de lei orçamentária. E agora com o valor definido, é preciso se organizar para honrar com todos os gastos obrigatórios, dentro dessa redução de valores. Conseguindo pagar a tudo e a todos, como seguro desemprego, abono salarial, e contratos previdenciários.

Se aprovada, o Congresso deve enviar esse dinheiro para outras obras do Ministério do Desenvolvimento, como por exemplo para a saúde. A medida dessa manobra ao mesmo tempo, pode servir para incluir os interesses dos parlamentares, dentro do teto de gastos.

 
Susan Nogart
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui