25.1 C
Brasil
terça-feira, 27 julho 2021
HomePolítica & PoderRobôs entram em ação para ajudar Bolsonaro durante crise sanitária

Robôs entram em ação para ajudar Bolsonaro durante crise sanitária

Durante uma crise sanitária, robôs entraram com ação para ajudar o presidente Jair Bolsonaro e as publicações com hashtags em pró do governo aumentaram de forma considerável – apesar das pesquisas do Datafolha e Poder Data mostrarem uma queda de reputação. Em suma, o mês de março foi marcado por 66.573 mortes e mais de 90 mil casos diários, além disso, a média móvel de óbitos já moveu-se para a faixa de 3 mil. 

Com a demora do governo para fornecer as vacinas e o novo auxílio emergencial, tanto as zonas periféricas quanto às classes dos banqueiros se manifestaram contra. Empresários e banqueiros chegaram a escrever uma carta com mais de 500 assinaturas contestando a crise sanitária e o atual governo ao afirmarem que, se continuar desse jeito, podem não ter o desempenho esperado para o PIB. Argumentaram também que os microempresários individuais foram largados à própria sorte. 

Robôs e governo Bolsonaro

No mês de fevereiro, o levantamento mostrou cerca de 1.392 posts feitos por robôs, mas houve um aumento considerável para 3.441% e chegou a mais de 49.302. Em um momento de crise sanitária a reputação positiva em decadência, o governo apelou para os moldes das redes sociais. As tags em maior número eram como  #bolsonaroheroidobrasil, #contecomigobolsonaro, #bolsonarotemrazao. 

O aumento foi ainda maior quando houve a comemoração da Ditadura Militar que se deu início ao golpe de 1964. Depois deste ano, houve a intervenção militar que instaurou o Ato de número 5 que permitia a perseguição daqueles que eram contra a revolução e a ordem. Além disso, essas pessoas poderiam ter os direitos políticos interrompidos por até 10 anos. Neste contexto, foi comum encontrar hashtags como  #viva1964 e #viva31demarçovivaobrasil.

- Continua Depois da Publicidade -

Leia mais:

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui