33.4 C
Brasil
terça-feira, 22 junho 2021
HomePolítica & PoderTácito e a metáfora sobre a escravidão: resenha

Tácito e a metáfora sobre a escravidão: resenha

O livro de Tácito e a Metáfora da Escravidão mostra que a influência da escravidão sobre a sociedade romana foi muito mais profunda do que acreditam os historiadores contemporâneos.  

Tácito ajudou a entender como funcionava a escravidão na antiguidade: nossa visão atual é muito baseada na escravidão Americana mas funcionava de forma diferente. A escravidão funciona de forma diferente para os contextos históricos.  

A escravidão pode ser vista de forma diferente dependendo do tempo. Aristóteles dizia que algumas pessoas nasceram com o dom para serem escravos enquanto outros para comandar. 

No Brasil, as crianças escravas já trabalhavam por volta dos 6 anos, quanto mais coisas sabiam fazer, mais se pagava por eles.  

- Continua Depois da Publicidade -

Na Roma, muitas vezes as atividades eram geridas por escravos, principalmente sobre a administração. Quando era libertado, tornava-se um cidadão romano. Fábio Joly ainda diz que boa parte da população era formada por escravos. 

Tácito mostra que a escravidão romana era diferente da grega: o escravo liberto em Roma tinha os seus direitos políticos enquanto na Grécia era condenado e viver como estrangeiro.  

Tácito parece não saber lidar com os escravos e diz que muitos deles não respeitam os donos o que pode ser prejudicial. De acordo com ele, os escravos são hostis naturalmente e não se pode esperar que eles tenham atitudes amigáveis. Eles não visam os interesses dos senhores.  

Tácito argumenta que se deve fazer o uso da violência para que os escravos não ajam da forma como convém a eles. A escravidão não suprime toda a liberdade, mas a pondera com o medo. 

Leia mais sobre Tácito e história:

 
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui