20.8 C
Brasil
sábado, 17 abril 2021
Home Programas Sociais Auxílio emergencial: CAIXA vai pagar parcelas de R$ 200? Qual será o...

Auxílio emergencial: CAIXA vai pagar parcelas de R$ 200? Qual será o novo nome?

Uma nova proposta para o recebimento do auxílio emergencial está sendo preparada pelo atual governo. Contudo, deve ter um novo nome e requisitos extremamente diferentes para participar.

Segundo o site Notícias Concursos, o projeto de lei está sendo criado para aqueles que estão associados no programa Carteira Verde e Amarela, o antigo Bolsa Família. O novo benefício deve ser chamado de BIP (Bônus de Inclusão Produtiva) e, para recebê-lo, é importante que possua qualificações profissionais: é uma forma de estimular a educação brasileira. 

Para o Ministério da Economia, esse benefício deve reduzir os gastos do governo em R$ 50 bilhões para os R$ 6 bilhões. Essa mudança se deve pela justificativa que o governo não possui esses recursos e que teria que abrir mão do teto de gastos. Ainda não se sabe quais serão as quantidades de parcela, ou até mesmo valor, para o auxílio emergencial em 2021. Apesar disso, economistas e deputados afirmam que ela envolve a PEC emergencial. 

PEC e o Auxílio emergencial

A PEC emergencial foi criada no ano de 2019 com o intuito de controlar o teto de gastos. Para isso, seria necessário realizar um congelamento no aumento de salário dos servidores juntamente com o corte de 25% do valor mensal que recebem.

A pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal de Minas Gerais afirmou que as consequências da atitude serão graves visto que a maioria dos servidores recebe apenas dois salários mínimos. Colunistas de grandes jornais como o UOL afirmaram que essa é uma tentativa de deixar o serviço público ainda mais precarizado para que haja a privatização do mesmo. 

O Capital News acrescenta que, devido ao corte de salário, esses servidores – acostumados a gastar boa parte do que recebem – terão que “economizar” e, consequentemente, pode haver uma queda de 1,4% em todo o PIB nacional. Antonio Tuccilio argumenta: “PEC Emergencial não. Ela precariza serviço público e pode prejudicar PIB”.

Conheça mais notícias  apostaseconomia ou política em nosso portal!

 
Daiane Souza
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui