26.3 C
Brasil
segunda-feira, 17 janeiro 2022
HomeProgramas SociaisBrasileiros podem sacar abono salarial PIS/Pasep de anos anteriores

Brasileiros podem sacar abono salarial PIS/Pasep de anos anteriores

O Governo Federal anunciou, durante essa semana, que os pagamentos do abono salarial PIS/Pasep deverão começar a partir do dia 08 de fevereiro e estão previstos para terminar no dia 31 de março. Os grupos devem receber o valor de até um salário mínimo referente ao tempo de trabalho durante o ano de 2020. Por isso, para saber quanto tem para receber, basta dividir o valor de R$ 1210 por 12 e multiplicar pela quantidade de meses trabalhados durante o ano base. 

A Caixa também informou que os brasileiros que possuem saldos dos anos anteriores também podem fazer a solicitação de saque caso não tenham retirado o valor em espécie no prazo. Ao todo, para esse ano, está prevista a transferência de valores acima de R$ 23 bilhões. 

Quem tem direito ao abono salarial PIS/Pasep? 

Existem algumas regras para que os cidadãos sejam beneficiados com o abono salarial PIS/Pasep. Dentre elas, está a de que o brasileiro deva estar há mais de 5 anos cadastrado no RAIS da empresa, que tenha o salário máximo mensal que seja inferior a dois salários mínimos e que tenha atuado ao menos um mês completo como servidor público ou privado (CLT com carteira assinada).

Por onde vou receber? 

O valor pode ser recebido através do cartão cidadão pelos brasileiros que não possuem conta na Caixa ou no Banco do Brasil. Já aqueles que possuem conta, podem ter o valor depositado direto no dia que está previsto pelo calendário.  O Cartão Cidadão é usado para o pagamento de outros programas sociais como o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e o seguro desemprego dos trabalhadores. 

Beneficiados com antecedência 

Os grupos que sofreram com o excesso de chuvas em Minas Gerais e no estado da Bahia devem receber o valor do abono salarial PIS/Pasep com antecedência no dia 08 de fevereiro, mesmo que não estejam programados pelo calendário publicado recentemente. Essa foi uma forma encontrada para ajudar o público a se realocar e a pagar os itens básicos de manutenção de vida. 

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui