22.9 C
Brasil
quinta-feira, 15 abril 2021
Home Programas Sociais Receber a 1ª parcela do Auxílio Emergencial não é garantia de receber...

Receber a 1ª parcela do Auxílio Emergencial não é garantia de receber todas

De acordo com uma publicação no Diário Oficial da União, a 1ª parcela do Auxílio Emergencial não garante o recebimento das demais. Uma nova Medida Provisória foi discutida durante muito tempo e autorizou o pagamento de uma nova rodada do benefício, este, que abre possibilidades para mais quatro parcelas.

Os beneficiários precisam ficar atentos, já que agora o programa possui novas regras, e por tanto nem todo mundo que recebia no ano passado, terá direito a receber novamente nessa nova leva.

O direito será reavaliado todos os meses, e para o caso de a pessoa ser empregada, ou conseguir um emprego durante esse tempo, ela será excluída imediatamente e perderá o benefício. Isso significa que mesmo recebendo a 1ª parcela do Auxílio Emergencial, ele pode ser cortado a qualquer momento caso você não se enquadre mais nas regras.

Leia mais: Primeira parcela do Auxílio emergencial pode ser liberado dia 18 de março 

1ª parcela do Auxílio emergencial é diferente do ano passado

O novo auxílio tem novo valor, e deve pagar a mulheres que são chefes de família, o valor de R$ 375 mensal. Já quem mora sozinha, terá o valor somente de R$ 150,00 e os demais casos recebe R$ 250,00. A previsão até o momento é para o pagamento de 4 parcelas, mas a Medida Provisória também pode estender esse pagamento para mais tempo, o que vai depender totalmente da disponibilidade de recursos.

Segundo a PEC que foi a responsável por destravar essa nova rodada e dar início ao pagamento da 1ª parcela do Auxílio Emergencial, os novos valores pagos devem ser limitados ao máximo de R$ 44 bilhões, mas os integrantes do comitê econômico ainda cogitam a possibilidade de aumentar esses valores, caso seja possível.

Como o direito aos pagamentos será reavaliado todos os meses, quem recebe a 1ª parcela do Auxílio Emergencial pode não receber nos meses seguintes. Os requisitos são praticamente os mesmos do antigo, renda por pessoa de meio salário mínimo, e total de ganhos por família de R$ 3.300,00. Trabalhadores com carteira assinada não terão direito ao benefício, ou que estejam recebendo outros benefícios como aposentadoria e seguro desemprego.

 

 
Susan Nogart
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui