26.9 C
Brasil
sábado, 19 junho 2021
HomeSaúde & Bem EstarComo é feito o tratamento para a doença de Parkinson

Como é feito o tratamento para a doença de Parkinson

A doença de Parkinson exige um tratamento frequente e principalmente envolvendo o uso de medicamentos que atuam no sistema nervoso. Quem prescreve o tratamento é o neurologista ou geriatra, que indica os remédios para aliviar os sintomas no paciente que à medida que vai desenvolvendo a doença vai sofrendo com o aumento deles.

Quando acontece de o paciente não ter qualquer tipo de melhora com o uso dos remédios, o tratamento da doença de Parkinson pode ser feito através de procedimentos cirúrgicos, que os médicos chamam de estimulação cerebral profunda. É um procedimento usado para regredir parte dos sintomas, incluindo para diminuir a necessidade de medicamentos. Além disso, a fisioterapia também é parte fundamental do tratamento da doença, incluindo terapia ocupacional que reforça a autonomia do paciente, melhor equilíbrio e força.

Tratamento natural da doença de Parkinson

Além dos tipos de tratamento já mencionados que envolvem medicamentos, cirurgia e terapia, também é possível que os médicos recomendem tratamentos naturais, embora eles não substituam qualquer um dos outros tratamentos para a doença de Parkinson. Com isso de forma natural o que o paciente pode fazer para amenizar os sintomas é se alimentar melhor e principalmente com alimentos que sejam ricos na vitamina E.

Frutas como abacate, óleos de vegetais, entre outros alimentos que possuam propriedades antioxidantes e também neuroprotetoras. Muitas pessoas que sofrem da doença fazem o uso de chá das folhas do maracujá, que é uma forma de acalmar e alivia os sintomas da doença, para agitação e ansiedade.

Leia mais: Parkinson: O que é tratamento e sintomas

Segundo alguns nutricionistas manter uma alimentação equilibrada pode ajudar muito quem está fazendo o tratamento para a doença de Parkinson, além de aliviar os sintomas como falta de apetite, prisão de ventre e azia. Para pacientes que estão em estágios mais avançados da doença é indicado que os alimentos sejam de fácil deglutição para evitar engasgos.

 
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui