34.2 C
Brasil
segunda-feira, 14 junho 2021
HomeSaúde & Bem EstarHérnia de disco: principais sintomas e como tratar

Hérnia de disco: principais sintomas e como tratar

Dentro da medicina existem algumas doenças e quadros clínicos que estão diretamente ligadas a dor. No caso da dor nas costas, o nome dado a doença muitas vezes é a Hérnia de Disco, que pode acontecer por diversos fatores, desde desgastes a lesões, podendo inclusive apresentar sintomas bem diferentes.

É um quadro de dor muito incômoda que é intensa que tem como característica dor aguda, pontadas na região das costas, sensação de queimação que pode se espalhar também pelas pernas. É considerada uma dor nas costas, mas a hérnia de disco pode causas alterações graves das vértebras sendo preciso inclusive cirurgia para reparar.

Quais os sintomas da hérnia de disco?

Quando a hérnia de disco se manifesta no organismo, entender como ela acontece e quais as causas vai depender da região afetada, se na lombar, na cervical ou na região torácica. Por isso, o primeiro passo é identificar onde a hérnia está, e seguida observar quais as sensações. Normalmente os sintomas mais comuns do quadro são:

  • Formigamento e fraqueza nos músculos;
  • Dor no nervo ciático;
  • Perda do controle da bexiga ou até mesmo do intestino em casos mais raros;
  • Fraqueza na perna ou no pé.

Como é feito o tratamento?

Segundo especialistas em vértebras e coluna, o tratamento de hérnia de disco envolve um acompanhamento durante um tempo, para então verificar se o quadro está tendo evolução benigna que é natural de acontecer. Isso indica que a doença possui um começo um meio e um fim que não deixa sequelas.

Leia mais: Dores nas costas: O que pode ser e como tratar

O processo de desenrola a partir do momento que é feita a intervenção médica. Em 90% dos casos o resultado é positivo, mas é preciso ter atenção do paciente, fazer o uso de medicamentos como anti-inflamatórios, analgésicos, etc, e fisioterapia para melhorar a cicatrização da hérnia de disco e a contratura da coluna. O quadro pode melhorar e muito já nos primeiros passos do tratamento, porém, cada caso é um caso.

 
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui