25.4 C
Brasil
terça-feira, 27 julho 2021
HomeTecnologia & CiênciaButanVac: Produção da vacina é iniciada ainda sem aval da Anvisa

ButanVac: Produção da vacina é iniciada ainda sem aval da Anvisa

Anunciada nesta quarta-feira (26) pelo governador do estado de São Paulo, João Dória, o início da produção da ButanVac que será a nova candidata do Instituto Butantan, para combater o coronavírus, vacinando a população. O imunizante foi totalmente desenvolvido no Brasil, mas ainda precisa da autorização da Anvisa para poder ser usado na população.

O anúncio do governador foi feito no próprio Butantan, em uma reunião da coletiva de imprensa, segundo o Dimas Covas, o Instituto já colocou cerca de 1 milhão de doses para produção. O primeiro lote deve ter pelo menos 18 milhões no total, destinada a população. A ideia de começar a produção da vacina no Brasil, é para tornar o Brasil autossuficiente.

Vacinação em massa da ButanVac

O intuito é chegar a produção de 100 milhões de vacinas para a população brasileira. Porém, até o momento a ButanVac está em laboratório e só foi testada em animais. Em casos pré-clínicos. O instituto está seguindo todos os protocolocas da Anvisa, para começar os testes em humanos, mas ainda faltam alguns documentos até que essa fase de testes possa começar.

A partir de agora é preciso aguardar essa aprovação, que deve ser feita em breve, para que a ButanVac possa começar a ser testada em humanos, em um total de 1.800 voluntários aproximadamente, segundo o instituto. Depois dessa fase, a vacina segue para a segunda fase com testes em 9.000 voluntários e aí será avaliada a sua eficácia contra o coronavírus.

- Continua Depois da Publicidade -

Leia mais: Butantan anuncia ButanVac: A primeira vacina 100% nacional

Como a vacina será reproduzida?

De acordo com Dimas, diretor do instituto, a vacina está sendo fabricada dentro de ovos de galinha, seguindo a mesma forma que o Butantan produz a vacina contra a gripe. O processo todo envolve milhões de ovos com embriões vivo, que recebem um vírus com informação genética do Sars-Cov-2, e o resultado é uma vacina inativada, com base em fragmentos dos vírus mortos.

 
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui