17.4 C
Brasil
sexta-feira, 30 julho 2021
HomeTecnologia & CiênciaMinistério da Ciência e Tecnologia libera o uso comercial da Sputnik V...

Ministério da Ciência e Tecnologia libera o uso comercial da Sputnik V no Brasil

Mesmo sem que a Anvisa tenha finalizados seus testes e aprovado o uso da vacina da Rússia, Sputnik V, o Ministério da ciência liberou o uso comercial do imunizante. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira (26), junto da CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança) do país.

A decisão foi tomada antes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidir pela aprovação do uso da vacina russa no Brasil. Segundo as declarações que foram feitas, a comissão que está unida com o Ministério da Ciência e Tecnologia, fez uma avaliação do uso comercial da vacina, e optou pela liberação da Sputnik V, observando algumas informações que foram adicionadas à pasta no laboratório União Química.

Ministério da Ciência e a produção da vacina Russa no Brasil

A empresa União Química é que está em parceria com o imunizante russo e deve produzir a vacina da Rússia. De acordo com Ministério, para que a nova vacina possa ser vendida no mercado brasileira, ela precisa passar e ser aprovada pela Comissão de Biossegurança, assim como alguns tipos de vacinas, incluindo a Sputnik V.

Marcos Potes foi quem elaborou o texto que foi divulgado nesta segunda, e em destaque ficou marcado que a Comissão aprovou a decisão antes do prazo máximo para isso, que era em 28 de abril. Segundo o Ministro da Ciência, isso só aconteceu devido aos esforços do governo que vêm querendo acelerar algumas decisões.

- Continua Depois da Publicidade -

Leia mais: Anvisa recebe pedido de uso emergencial de medicamentos contra covid-19

A Anvisa

A Anvisa é a mais pressionada em toda essa história, já que ela ainda não tomou uma decisão sobre o imunizante russo. E tanto parlamentares, como membros do governo apostam que essa vacina deve ser uma ferramenta importante para ajudar a controlar o coronavírus, mas não têm a aprovação do órgão. Apesar de todas as notícias anunciadas, a importação da vacina para o Brasil, só irá acontecer, caso a Anvisa autorize.

 
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui