30 C
Brasil
sábado, 8 maio 2021
Home Tecnologia & Ciência Por que a Cufa interrompeu o uso de reconhecimento facial após polêmica

Por que a Cufa interrompeu o uso de reconhecimento facial após polêmica

A Cufa (Central Única das Favelas), anunciou que precisou interromper o uso do seu sistema de biométrico de reconhecimento facial, que era usado para autenticar beneficiários para receber doações. Segundo a ONG, a decisão precisou ser tomada na ultima segunda feira (26), devido a uma repercussão negativa que a o uso da tecnologia teve nas redes sociais ao longo do dia.

O reconhecimento facial estava sendo usada para cadastrar pessoas que deveriam receber cestas básicas pela ONG, e após a divulgação do anúncio nas redes sociais como Twitter, algumas pessoas questionaram a proteção de dados. Uma estudante da PUC do Rio, do curso de ciências da computação fez esse questionamento na rede social e logo em seguida outros especialistas em tecnologia também dispararam suas dúvidas.

O uso do reconhecimento facial

Além de vários apontamentos e levantamentos sobre a tecnologia terem sido feitas, outro ponto muito questionado foi sobre a privacidade e preocupação de pessoas com o uso da tecnologia. Isso porque segundo os especialistas, o reconhecimento fácil possui menos precisão em pessoas asiáticas e negras.

Com toda a movimentação do assunto na rede, o diretor da Cufa decidiu apagar a postagem, e a repercussão fez que o presidente Preto Zezé anunciasse uma interrupção do uso do recurso, e com isso, afirmou que todos os dados de todas as pessoas já cadastradas seriam apagados.

Tudo foi cancelado até o momento de hoje, terça-feira (27), e essa é mais uma oportunidade de debater sobre questões de segurança e proteção de dados. Existem muitas organizações que estão fazendo um bom trabalho usando esse tipo de sistema, mas é realmente importante prestar atenção a essas questões.

Leia mais: Taxa Selic aumentou de 2 a 2,75% após 6 anos de decadência

A decisão de voltar atrás com o reconhecimento facial foi elogiada pelos internautas, e agora a Cufa deve se organizar para continuar ajudando na pandemia, assim como há mais de 20 anos já vem fazendo. O uso de novas tecnologias serve para ter uma agilidade no processo, mas eles entendem que é preciso melhorar a segurança.

 
Susan Nogart
Susan Nogarthttps://manchetesdodia.com/
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui