22.9 C
Brasil
segunda-feira, 19 abril 2021
Home Tecnologia & Ciência The Medium: Análise e crítica do gráfico do jogo

The Medium: Análise e crítica do gráfico do jogo

The Medium, novo jogo de terror psicológico lançado em janeiro deste ano exclusivamente para o Xbox Series, X/S e Windows 10, surgiu no universo gamer prometendo uma experiência de outro mundo para o jogador.

A trilha sonora conta com participação de Akira Yamaoka, mesmo criador por trás da trilha de Silent Hill e também uma ambientação sombria que lembra os clássicos como Resident Evil, e promete cativar os fãs de jogos do gênero.

O game abrange dois mundos: o real e o mundo dos mortos, onde permite que o jogador tenha contato com essas duas atmosferas, criando assim ao usuário uma experiência intimidadora e sombria.

A trama

A história se passa em Cracóvia na Polônia, no período conturbado da Guerra Fria onde podemos observar a arquitetura sem vida e robusta daquela época difícil.

Sua ambientação é muito escura como de praxe dos jogos de terror e em muitos momentos na trama, o clima é cinza e chuvoso, remetendo a energia tensa e pesada de como realmente era a Polônia naqueles tempos. O enredo gira em torno da personagem principal Marianne, uma jovem médium que convive com o dom desde pequena.

Assim, o jogo funciona como uma quebra-cabeça para o jogador pois a personagem principal tentar desvendar o assassinato de uma garota, criando assim um ambiente de investigação e mistério o tempo todo, que em nenhum momento deixa o jogador sossegado.

Gráficos bem estruturados

Os personagens de The Medium não deixam nada a desejar e são muito bem apresentados. Enquanto que os gráficos possuem movimentos naturais que deixam o jogo muito mais interessante e envolvente, fará com que o jogador tenha a experiência de jogar com câmera fixa em terceira pessoa exibindo realmente um trabalho de alto nível.

O ápice, no entanto, é quando se pode jogar com duas telas divididas sendo uma em cada mundo, fazendo com que o usuário se envolva entre eles, vivenciando experiências diferentes e únicas.

Para quem curte o gênero com certeza esse é um jogo que não deve passar em branco, pois leva pitadas grandes de muito suspense que farão com que o espectador não pisque um minuto se quer.

Leia mais: Jogos parecidos com GTA: confira recomendações

 
Daiane Souza
Daiane Souzahttps://manchetesdodia.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Baixe Nosso Aplicativo

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui