20.4 C
Brasil
segunda-feira, 17 janeiro 2022
HomeVídeo do DiaVÍDEO: China faz ‘desfile da humilhação’ com suspeitos de violarem lockdown

VÍDEO: China faz ‘desfile da humilhação’ com suspeitos de violarem lockdown

A tropa de choque armada no sul da China obrigou, durante essa semana, acusados de violarem o isolamento social a caminharem na frente do público em ato de humilhação. A prática, de acordo com o ND Mais, tinha sido impedida, mas voltou a acontecer em algumas regiões do país.

Até o momento, o país que se autodenomina socialista enfrenta o número de 4.636 mortes e cerca de 101 mil casos registrados em um ano e meio. Durante a pandemia que alcançou escalas internacionais e deixou mais de meio milhão de mortos no Brasil e cerca de 22 milhões de casos registrados, se tornaram referência no tratamento e no desenvolvimento das vacinas. 

As forças armadas fizeram o uso de cartazes e roupas semelhantes à Revolução Cultural, lançada por Mao Tsé-Tung em 1966. Desde o ano de 2010 usam esse tipo de roupa para representar algo que é humilhante para a cultura chinesa e, neste caso, a humilhação foi não obedecer às ordens restritivas que haviam sido impostas pelo governo. 

De acordo com jornais locais, o desfile ocorreu na região de Guangxi e os punidos estavam trazendo imigrantes do Vietnã sem o porte para entrar no país. O que levantou suspeitas porque, durante a pandemia, todas as fronteiras do país permaneceram fechadas. 

Locais com mais números de mortos na China

Hubei é o local com mais números de mortes e casos registrados, sendo cerca de 4,5 mil óbitos e mais de 68 mil pessoas infectadas em apenas um ano e meio. 

Local Casos Mortes
Hubei 68.316

68.316

4.512

4.512

Guangdong 3.433

3.433

8

8

Xangai 3.067

3.067

7

7

Heilongjiang 2.035

2.035

13

13

Zhejiang 2.012

2.012

1

Devido à pandemia e aos desenvolvimentos do país oriental, economistas esperam que os chineses superem os Estados Unidos antes da virada da década. Deste modo, o Yuan digital, que foi criado para combater lado a lado ao dólar, pode se tornar ainda mais valorizado no comércio.

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui